Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Presidente alemão inicia visita ao Porto no Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade

O Presidente da República (PR) alemã visita hoje pelas 10:35 o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), onde vai conhecer algumas empresas incubadas, nacionais e de origem germânica.

Frank-Walter Steinmeier assinala hoje no Porto o segundo dia de visita a Portugal, feita a convite do Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, e começa a jornada no auditório da UPTEC, onde vai ser recebido pelo reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo e assiste à apresentação de cinco empresas incubadas no Parque de Ciência e Tecnologia, com atividades em áreas tão diversas como o software, a energia e a engenharia aerospacial, divulgou a instituição.

No auditório do UPTEC, Frank-Walter Steinmeier vai assistir, pelas 10:50, a dois minutos de apresentação de cinco empresas, nomeadamente a Addvolt (que desenvolveu uma tecnologia para produzir energia em camiões) e a Bottlebooks (criada em 2014 na Alemanha e instalada no Porto há cerca de um ano).

De acordo com o UPTEC, a Bottlebooks permite ao negócio de bebidas trocar informações de produtos e perfis num formato padrão, e é usada por “mais de 8.000 produtores, importadores, retalhistas, distribuidores e associações de mais de 42 países que estão a trocar informações comerciais”.

Segundo o programa divulgado pela instituição, o PR alemão vai ainda conhecer a XING, também de origem alemã, que abriu um novo centro de tecnologia no Porto no fim de 2017 e a Fibersail, que atua na área monitorização da condição de estruturas críticas como turbinas eólicas.

A FASTinov, outra das empresas que vai ser apresentada ao PR alemão, desenvolveu uma tecnologia disruptiva, já patenteada, para a realização de testes de suscetibilidade antimicrobiana, estando agora “em condições de avançar para a validação do protótipo e para a produção a uma escala industrial”, descreve o UPTEC.

Pelas 11:20, Frank-Walter Steinmeier conhece o Gabinete de Desenvolvimento de Produto (GDP) do UPTEC, que “reúne um conjunto de equipamentos de produção 3D que permitem obter, de forma rápida e eficaz, modelos e protótipos”.

Este gabinete, coordenado pela IDEIA.M, empresa que trabalha em design estratégico, “funciona como um front-office para que as startups do UPTEC possam rapidamente obter feedback, contactos e soluções para os problemas que surgem no decurso dos processos de desenvolvimento dos seus próprios projetos”.

O UPTEC apoia a criação e o desenvolvimento de projetos empresariais nas artes, ciências e tecnologias, através da partilha de conhecimento entre a Universidade e o mercado.

Ao seguir uma estratégia de cluster e partilha de recursos entre startups, centros de inovação e projetos âncora, o UPTEC garante aos projetos o apoio específico de que necessitam, inserindo-os numa rede alargada e transversal de parceiros nacionais e internacionais.

O UPTEC apoia mais de 500 projetos, acolhe 181 e 64 empresas graduadas, num total que ultrapassa os 2.400 recursos humanos. (Sapo 24)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »