Radio Calema
InicioEconomiaAngolaTelecom quer recuperar 200 mil usuários de telefonia fixa

AngolaTelecom quer recuperar 200 mil usuários de telefonia fixa

A Angola Telecom indicou, como um dos próximos desafios, a recuperação de mais de 200 mil clientes perdidos nos últimos oito anos.

Esta intenção foi avançada hoje pelo director executivo comercial da Angola Telecom, Bartolomeu Pereira, quando falava em conferência de imprensa em alusão ao 26º aniversário desta empresa angolana.

Fez saber que actualmente a Angola Telecom conta com 60 mil clientes do segmento domiciliar, empresas singulares e grossistas.

Sem avançar detalhes sobre a privatização de 45 por centos das acções da empresa para o segmento de telefonia móvel, salientou que a Angola Telecom, por enquanto, fornece serviço de voz e dados, apesar de possuir uma licença global de telecomunicações.

De acordo com o director, a Comissão de Gestão da empresa já tem um plano para reaver a dívida com os clientes retalhistas e grossistas, mas encontra maiores dificuldades para fazer o mesmo com os clientes domiciliares, pelo facto de esses clientes trocarem de residências.

A par da recuperação da dívida, o responsável disse que durante os 26 anos de existência, a empresa perdeu parte das suas infraestruturas com vandalizações das cabines de telefónicas públicas e painéis solares.

O responsável acrescentou que três dos sete mil quilómetros de fibra óptica precisam ser recuperados.

Como operadora com licença global, que a habilita fornecer serviços de voz, dados, televisão e outros, a Angola Telecom vai recuperar e instalar, nos próximos dias, 1500 cabines de telefonia fixe públicas nas 18 capitais de província para levar este serviço das populações mais carenciadas. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.