Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ministra recomenda medidas preventivas contra a sarna

O combate ao surto de sarna na Luanda Sul requer medidas preventivas, como higienização do corpo e do meio ambiente, para evitar o seu alastramento, afirmou hoje, segunda-feira, à Angop, a ministra da saúde, Sílvia Lutucuta.

A responsável lembrou que a sarna é uma doença de contágio humano muito rápido e em que o parasita deposita os seus ovos na pele do homem, provocando coceira e escoriações, atingindo os dedos dos pés, mãos, punhos, axilas e até mesmo aos órgãos genitais.

Sílvia Lutucuta disse que a orientação que deixa para os técnicos da saúde na Lunda Sul é que continuem a levar acções de sensibilização e educação aos pacientes, bem como a humanização, para tratá-los com dignidade.

Prometeu para breve enviar técnicos da Direcção Nacional de Saúde Pública e uma equipa de médicos especialistas em dermatologia de Luanda, para reforçar o Hospital Geral da Lunda Sul, com vista a dar resolução deste problema.

“O Ministério da Saúde não está alheio a situação, mas, está a tomar as medidas adequadas para prontamente combater o surto que não é o primeiro, tem sido cíclico, razão pela, a luta é determinar a origem e o que está na base da contaminação rápida da doença”, enfatizou.

Por outro lado, instada sobre a situação da malária e cólera a nível do país, Sílvia Lutucuta, disse que é preocupante, mas, onde há mais focos da patologia é a província do Uíge, Cuanza Sul, Luanda, Benguela Huambo, Bié e Cuando Cubango.

Adiantou que existe um plano estratégico para combater tais enfermidades a curto prazo, tendo apelado a população a pautar por medidas de prevenção que passam pelo saneamento básico e o uso constante de mosquiteiros. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »