Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

“David Bowie para mim não era um génio”, diz o baterista dos Rolling Stones

Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones, deu recentemente uma entrevista ao jornal britânico Guardian na qual diz que David Bowie “não era um génio”.

O músico, que se disse surpreendido com a quantidade de mensagens de pesar que se leram logo após a morte de Bowie, refere-se ainda ao “camaleão” como “um tipo simpático que compôs algumas canções porreiras”.

“Mas, para mim, ele não era nenhum génio musical”, acrescenta.

Charlie Watts falou, ainda de um eventual fim dos Rolling Stones – o qual não lamentaria. “Se disséssemos que já chega, não me chatearia”, explicou. “Adoro tocar bateria e adoro tocar com o Mick [Jagger], com o Keith [Richards] e com o Ronnie [Wood], mas não sei em relação ao resto”.

Apesar da sua aparente despreocupação, Watts preferia que esse fim fosse feito de forma amigável. “Gostava que o Mick, o Keith ou eu próprio disséssemos que não queríamos continuar, por um motivo qualquer. Não quero que aconteça por causa de uma discussão”.

“Não sei o que faria se parássemos. A minha grande preocupação é estar bem para continuar. Felizmente, não trabalhamos como trabalhávamos; há pausas enormes entre cada concerto”, continuou.

Recorde-se que os Rolling Stones anunciaram, esta semana, uma nova digressão europeia, que não passará por Portugal. Questionado sobre se esta seria a última digressão da banda, Charlie Watts respondeu simplesmente que “gostaria de estar em pé, a 8 de julho, no final do concerto em Varsóvia [o último desta digressão]. É o mais que consigo prever”. (Blitz)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »