Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Coreia do Norte celebra de forma discreta 76.º aniversário do ex-líder

A Coreia do Norte comemora hoje o 76.º aniversário do nascimento do ex-líder Kim Jong-il, uma das maiores festividades do país, que se celebra nesta ocasião de forma discreta e em pleno “degelo político” entre Pyongyang e Seul.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, filho de Kim Jong-il, visitou à meia-noite o Palácio do Sol de Kumsusan, na capital Pyongyang, como é tradição nesta efeméride, e colocou uma coroa de flores junto aos corpos embalsamados do pai e do avô, Kim Il-sung, fundador do país e da dinastia em 1948, informou a agência estatal KCNA.

Kim Jong-un, que se encontrava acompanhado de altas figuras do Partido dos Trabalhadores, mas não de militares, rendeu uma “profunda homenagem” a Kim Jong-il.

Kim Jong-il, conhecido por “querido líder”, governou a Coreia do Norte com mão de ferro durante 17 anos, desde 1994 até à sua morte, em 2011, altura em que o jovem Kim Jong-un assumiu o poder.

O Ministério da Unificação sul-coreano assinalou que o país vizinho optou por fazer uma celebração modesta desta importante data, situação que contrasta com a do ano passado.

Em 2017, o chamado “Kwangmyongsongjol” (Dia da Estrela Brilhante) marcou o 75.º aniversário de Kim Jong-il, comemorado com um festival de flores em Pyongyang, um grande baile na praça que tem o nome do ex-líder norte-coreano e um espetáculo de fogo-de-artifício.

Ainda o ano passado, o regime de Kim Jong-un prolongou as celebrações até dia 17, poucos dias depois do assassinato do irmão do atual líder e num momento de grande tensão com a comunidade internacional devido ao lançamento de um míssil balístico, o que teve condenação unânime por parte do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Agora, a comemoração ocorre num ambiente de aproximação entre as coreias, devido à participação de Pyongyang nos Jogos Olímpicos de Inverno na Coreia do Sul.

Esta participação permitiu uma visita história ao país vizinho de Kim Yo-Jong, irmã do líder norte-coreano, que integrou a delegação de alto nível que se reuniu em Seul com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in.

No encontro, no passado fim-de-semana, a irmã de Kim Jong-un convidou o Presidente sul-coreano a participar numa cimeira em Pyongyang.

A acontecer, o encontro será o terceiro do género, depois de o pai do atual líder norte-coreano, Kim Jong-un, se ter reunido com os sul-coreanos Kim DAe-jung e Roh Moo-Hyun, em 2000 e 2007. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »