Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

PR de Moçambique inicia visita à Suíça com paz e direitos humanos na agenda

O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, inicia hoje uma visita à Suíça em que vai receber um título de doutor ‘honoris causa’ e participar na 37.º sessão do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra.

O programa estende-se até quarta-feira e inclui um encontro com o Presidente da Confederação Suíça, Alain Berset, com vista ao “reforço das relações políticas, económicas e comerciais” entre os dois países, anunciou a presidência moçambicana.

Uma comitiva empresarial e outros membros do Governo moçambicano acompanham o chefe de Estado e iniciaram hoje encontros bilaterais e com a comunidade moçambicana.

Durante a visita à Suíça, Filipe Nyusi deverá intervir, na segunda-feira, na sessão do Conselho dos Direitos Humanos, de acordo com o programa da organização, a par dos representantes da Áustria, Bósnia e Herzegovina e Austrália.

Na ocasião, deverá encontrar-se com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, ainda de acordo com a presidência moçambicana.

Moçambique vive um cessar-fogo entre as forças governamentais e o braço armado da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição, desde dezembro de 2016, após confrontos no centro do país.

O chefe de Estado será agraciado na terça-feira com o título de Doutor ‘Honoris Causa’ pelo Instituto de Diplomacia e Relações Internacionais de Genebra pelas negociações de paz empreendidas.

Filipe Nyusi e Afonso Dhlakama, líder da Renamo, têm anunciado diversos avanços com vista à assinatura de um acordo de paz definitivo para o país, o último dos quais resultou numa proposta consensual para revisão da Constituição com vista à descentralização do Estado.

Ambos anunciaram para breve o anúncio de entendimentos com vista ao desarmamento, desmobilização e reintegração dos homens armados da oposição. (Diário de Notícias)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Translate »