Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

UNITA vai formalizar Comissão de Inquérito para auditar à dívida pública

A UNITA apresenta nos próximos dias, na Assembleia Nacional, uma solicitação para a constituição de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que deve fazer uma auditoria à dívida pública, informou o presidente do grupo parlamentar do partido.

Adalberto Costa Júnior, que falava durante uma conferência de imprensa sobre a proposta de lei da UNITA sobre o repatriamento de capitais, disse que, depois das análises e discussões sobre o Orçamento Geral do Estado de 2018, o seu partido chegou à conclusão de que “é de interesse nacional” fazer-se uma auditoria à dívida pública.

A auditoria, assegurou Adalberto Costa Júnior, vai permitir provar que a dívida pública “está excepcionalmente especulada” e que a mesma é fruto daquilo que considera serem “vícios do passado”. Segundo ainda o deputado, “a dívida foi criada pelos seus próprios autores”, a maioria dos quais pertencentes às elites.

Apesar de nunca ter sucessos no que à solicitação de CPI diz respeito, o grupo parlamentar da UNITA promete mesmo avançar com um novo pedido, desta vez para a auditoria à dívida pública.

“Temos pronto o documento de entrada na Assembleia Nacional, também para que ninguém diga que houve descontinuidade das nossas posições”, sustentou Adalberto Costa Júnior.

O deputado lembrou que o seu grupo parlamentar já remeteu anteriormente à Assembleia Nacional a solicitação de uma CPI ao BESA, que, segundo ele, foi considerada inadequada. “Pedimos também uma CPI à Sonangol, disseram-nos que era inconstitucional, o que considerámos um escândalo! No final de Novembro e princípio de Dezembro, solicitamos, igualmente, uma CPI ao Fundo Soberano. Também encontra-se nas gavetas das comissões da Assembleia Nacional”, lamentou o chefe da bancada da UNITA. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »