Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Novos bombardeamentos contra Ghouta fazem 13 mortos

Pelo menos 13 civis morreram hoje na sequência de bombardeamentos das forças governamentais sírias contra Ghouta oriental, no dia em que a chanceler alemã instou a Rússia e o Irão a usar toda a influência para evitar o “massacre”.

“Pelo menos 13 pessoas morreram em Douma, entre as quais três crianças”, refere a organização não-governamental. Douma é a principal cidade da região de Ghouta oriental.

De acordo com o observatório, o regime de Damasco lançou no passado domingo uma série de bombardeamentos de campanha contra posições rebeldes em Ghouta, admitindo-se que está a preparar uma ofensiva terrestre.

Desde o início do ataque de artilharia morreram pelo menos 320 civis em Ghouta.

Entretanto, a chanceler alemã, Angela Merkel, instou hoje a Rússia e o Irão a usar toda a influência para evitar o “massacre” que o regime está a levar a cabo em Ghouta, bastião rebelde nos arredores de Damasco.

“A luta de regime que não é contra os terroristas, mas sim contra a sua própria população… A morte de crianças, a destruição de hospitais… Tudo isto é um massacre que tem de ser condenado”, afirmou a chanceler alemã numa declaração dirigida ao Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão).

A mensagem de Merkel foi enviada antes do início da reunião informal do Conselho Europeu, que decorre hoje em Bruxelas.

Merkel pretende que a União Europeia desenvolva uma política externa comum “mais definida” e proactiva, capaz de poder desempenhar um papel mais relevante no sentido de “por fim a um massacre”.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu também a suspensão imediata das hostilidades.

O Conselho de Segurança da ONU vai votar esta semana, provavelmente hoje, uma proposta de resolução para decretar uma trégua de trinta dias na Síria. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »