Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Tondela-Sporting, 1-2

A figura: Coates

O uruguaio vestiu o fato de herói no resgate de três preciosos pontos na luta pelo título, para lá da hora, mas bem a tempo deixar o Sporting incólume na luta pelo título. Muito oportuno na forma como surgiu no último suspiro do jogo com um remate de raiva, já depois de vários minutos a jogar como terceiro ponta de lança. Absolutamente decisivo.

O momento: Coates, pois claro (90+8)

Só o tempo dirá a importância do golo do uruguaio nas contas do título, mas para os três pontos arrancados a ferros em Tondela, foi fundamental. Coates teve alguma sorte na forma como a bola lhe ficou mesmo à mercê do pé direito, mas teve o mérito de estar no sítio certo para fazer o golo.

Negativo: Mathieu

Um jogador tão experiente como o central francês não pode cometer a infantilidade de se fazer expulsar num jogo tão importante para a sudurante mais de a equipa. Mathieu tinha visto um cartão amarelo minutos antes por travar Tomané e foi, sem qualquer necessidade, tirar satisfações com Pedro Nuno, num lance onde nem sequer estava envolvido. Deixou a equipa fragilizada durante mais de 30 minutos.

Outros destaques

Bas Dost

Depois de quatro jogos afastado da competição devido a lesão, o holandês regressou e logo como titular, num estádio onde fora muito feliz na época passada – marcou quatro golos na vitória por 1-4 -, tendo mostrado ainda saber de cor os caminhos para as redes da baliza adversária. Assinalou o regresso com mais um golo e mostrou que consigo em campo a equipa tem outras garras, sendo também fundamental a ganhar a primeira bola, que termina com o golo de Coates.

Bruno Fernandes

Não foi por ele que o Sporting sofreu tanto para sair de Tondela com a vitória. O médio português foi o mais intenso dos jogadores dos leões, tanto a atacar como a defender e foi dos poucos que consegui manter sempre a cabeça fria na luta pela vitória.

Jorge Fernandes

Teste de fogo para o jovem defesa central de 20 anos emprestado pelo FC Porto ao Tondela, na sua estreia a titular na Liga. Levar com Bas Dost logo para batismo não foi fácil, mas Jorge Fernandes até ganhou mais duelos do que aqueles que perdeu. Ainda assim, nãio fica isento de culpas pela forma como foi ultrapassado por Acuña, junto à linha lateral, no lance do 1-1.

Acuña

Sem dois não se dança o tango e para Bas Dost brilhar neste regresso após lesão, muito contribuiu o extremo argentino. Dos seus pés saíram sempre lances perfumados e por muito pouco não acabou a primeira parte com duas assistências para golo. Depois do cruzamento perfeito para o golo do holandês, fez o mesmo para a cabeça de Mathieu, que ficou a milímetros de marcar. Na segunda parte desceu um pouco de rendimento, mas continuou a ser dos mais esclarecidos em campo.

Tomané

Preponderante na manobra ofensiva da equipa. As suas movimentações criaram sempre muitas dificuldades à defesa do Sporting e estiveram na origem de quase todas as jogadas de perigo dos auriverdes. É dele a assistência para o golo de Miguel Cardoso, mas a sua influência na partida foi muito maior do que isso. (Mais Futebol)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »