Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Roque Silva: “Frelimo deve trabalhar na base para resolver problemas do povo”

O Secretário-Geral da Frelimo, Roque Silva, desafia os dirigentes do seu partido, a vários níveis, a intensificarem mais trabalho na base por forma a identificar e resolver os problemas que afectam a população.

Roque Silva lançou o desafio em Catandica, vila sede do distritos de Báruè, no encontro que manteve com membros do secretariado dos Comitês de Círculos e de Células para se informar do funcionamento do Partido naquela região da província central de Manica.

Na ocasião, o Secretário-Geral reconheceu os esforços demonstrados pelos membros e simpatizantes do seu partido em Báruè. Contudo, exigiu mais trabalho, principalmente na base para resolver os problemas que ainda preocupam os moçambicanos.

Tal trabalho, segundo Roque Silva, só pode acontecer se os camaradas abandonarem o conforto dos gabinetes, se fixarem nas comunidades e manterem contacto com o povo, principalmente nas zonas recônditas.

‘ Camaradas, estamos atrasados. É tempo de corrermos com o trabalho porque o povo precisa, de nós, respostas para os seus problemas. Pode ser possível se deixarmos tudo e viver com essa população. A missão deve ser identificar esses problemas e encontrar soluções’, afirmou Roque, lembrado que a vitória prepara-se e organiza-se.

‘ Essa não é tarefa apenas dos dirigentes, mas sim todos aquelas que estão comprometidos com as causas da Frelimo. Devemos viver com aquele povo que vive a real pobreza. Aqueles que não tem nada para comer, doentes, falta de fontes de água, energia, escolas, hospitais, vias de acesso e outras dificuldades. Esses é que precisam de nós. Temos que estar com eles e não procura-los só quando se aproximam eleições para pedir votos’, sublinhou.

Referiu que o povo conta com os préstimos da Frelimo em virtude deste ser um partido que sempre lutou para o bem-estar moçambicanos.

‘ Se hoje estamos independentes é porque a Frelimo lutou para Independência. Mas isso não basta. Ainda temos muitas responsabilidades. Nosso povo quer ver seu problemas resolvidos. É o que temos estado a fazer. Mas é importante que tais acções tenham reflexo directo na vida da população’, disse.

Sábado, último dia de visita de três dias a província de Manica, o Secretário-Geral reuniu com quadros da Frelimo, procedeu a entrega duma residência a um casal com deficiência auditiva. A casa custou 400 mil meticais, valor financiado pelos membros do partido e alguns empresários.

Roque Silva também orientou encontros com atletas do Grupo Desportivo e Recreativo Textáfrica (GDRT) e Universidade Pedagógica (UP) de Manica, equipas de futebol que, este ano, vão militar no ‘Moçambola’, a maior prova futebolística do país. (Sapo 24)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »