Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Reabilitados 32 ex-dependentes de drogas

Trinta e dois cidadãos de ambos os sexos ex-dependentes de álcool e outras drogas foram reabilitados no Centro Cruz Azul de Menongue, província do Cuando Cubango, de Outubro de 2016 a Junho de 2017.

A informação foi avançada fim-de-semana pelo director do centro, Aires Manuel, adiantando que embora tenham desistido quatro dependentes durante o tratamento, o balanço é considerado positivo em função dos primeiros resultados da instituição em funcionamento há um ano e quatro meses desde a sua inauguração.

Avançou não ser um processo fácil uma vez que a atenção aos internados tem de ser redobrada, porquanto muito deles veem de outras províncias do país, mas que quando chegam a meio do tratamento a tendência é de desistirem.

Lembrou que o consumo de bebidas alcoólicas traz distúrbios mentais e consequências graves na vida social e económica do indivíduo envolvido, a par da sociedade e a família estarem igualmente afectados com esta prática.

De acordo com o responsável, o consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas provoca a debilitação física do sujeito, até ao ponto de levá-lo a morte.

Assegurou que, para os que têm acorrido aquele centro, único no Cuando Cubango, encontram a palavra de Deus para tornarem-se membros úteis à família e sociedade em geral.

Aires Manuel referiu que a instituição foi construída para acolher 30 indivíduos, mas que actualmente estão internados 56, dos quais 13 do sexo feminino, que estão internados, alguns, desde Julho de 2017, uma cifra que é passível de aumentar, tendo em conta as constantes solicitações.

Fez saber que a direcção tem um terreno para a construção de um novo centro com maior capacidade de acolhimento, mas que faltam recursos financeiros para a sua concretização há cinco quatro anos, principalmente do governo que tinha prometido tal apoio.

Explicou que a recuperação dos internados tem sido basicamente através da palavra de Deus, por intermédio de uma regular evangelização, bem como despertá-los sobre as consequências sociais e económicas derivadas do consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas.

Sublinhou que durante os seis meses de tratamento, a abstinência ao álcool e a outras drogas tem sido a tónica principal, uma vez que os quatro elementos ensinados – espiritual, físico, económico e social – são essenciais para que o indivíduo mude de comportamento.

Detalhou que no centro encontram-se internados agentes da Polícia Nacional, enfermeiros, professores e estudantes que, infelizmente, abandonaram os seus estudos e trabalho em função do consumo de bebidas alcoólicas.

Disse que o centro, localizado no bairro Cazenga, arredores da cidade de Menongue, encontra-se numa zona imprópria, uma vez que estaria fora da cidade e a há mais de 20 quilómetros, para estarem numa abstinência do álcool e proporcioná-los uma formação técnico-profissional.

A intenção, caso houvesse um outro centro, prosseguiu o responsável, era de, através de um contracto com o Instituto Nacional de Formação Técnico – Profissional, formar os internados.

Segundo Aires Manuel, ao longo dos seis meses estes seriam submetidos a formação em matérias relacionadas com carpintaria, serralharia, mecânica, electricidade e outras áreas do saber.

Referiu que, muitos dos reabilitados e por reabilitar carecem de formação técnico-profissional, pelo facto de que academicamente não estão preparados.

Lamentou o facto de estes propósitos não serem, até ao momento, realizáveis por falta de apoios financeiros, uma vez que a direcção por si só não consegue suportar a demanda, desde alimentação, abastecimento de água, energia, guarnição e assistência médica.

O centro, inaugurado em Setembro de 2016, mas com início de actividades no mês de Outubro do mesmo ano, conta com cinco dormitórios, dois dos quais para as senhoras.

Semanalmente a instituição tem promovido acções de aconselhamento, vigília de auscultação, pregação e de oração.

A direcção tem recebido, a par os do Cuando Cubango, cidadãos provenientes do Uíge (alguns já em alta), Benguela, da Huíla, Bié, Huambo, Cuanza Sul, entre outras regiões do país. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »