Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Número de mortes por febre-amarela no Brasil sobe para 154

O Governo brasileiro informou hoje que o número de mortes causadas pela febre-amarela no país subiu de 98 para 157 entre 01 julho de 2017 a 16 de fevereiro deste ano.

No mesmo período, foram confirmados 464 casos de infecção pela doença e 1.626 casos suspeitos, sendo que destes, 684 foram descartados e 478 permanecem em investigação.

Segundo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde brasileiro, de 01 julho de 2016 até 16 fevereiro de 2017, aconteceram 166 mortes por febre-amarela no país e um total de 532 casos confirmados.

Os dados sobre febre-amarela no país seguem, desde o ano passado, a sazonalidade da doença, que acontece, na sua maioria, no Verão. Dessa forma, o período para a análise considera de 01 de julho a 30 de junho de cada ano.

Além de atestar o número de mortes causadas pela doença, o Governo do Brasil também anunciou que o Instituto Evandro Chagas (IEC) detectou a presença do vírus numa outra espécie de mosquito que vive no país, o Aedes albopictus, conhecido pelo nome de ‘tigres asiáticos’.

Pedro Vasconcelos, diretor do IEC, explicou à Agência Brasil que, se houver transporte do inseto, ele pode servir de vetor de ligação entre os dois ciclos possíveis da doença no Brasil: o ciclo urbano, que não se tem registado no país desde a década de 1940, e o silvestre, que é o responsável pelas transmissões atuais, mas essa possibilidade, no entanto, ainda não está confirmada.

Além dos dados atualizados sobre a circulação do vírus no Brasil e o anúncio da descoberta de um novo mosquito infectado por febre-amarela, o Ministério da Saúde reforçou a importância da adesão popular à campanha de vacinação, principalmente nos Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo.

“Dados preliminares do Rio de Janeiro e São Paulo apontam que 4,3 milhões de pessoas foram vacinadas, sendo 3,9 milhões com doses fracionadas e 379,9 mil com doses padrão. O número corresponde a 21% do público-alvo previsto nos dois Estados”, destacou o boletim epidemiológico.

Ao todo, o Governo brasileiro prevê que sejam vacinadas 20,4 milhões de pessoas no país, sendo 10,3 milhões em 54 municípios de São Paulo e 10 milhões em 15 municípios do Rio de Janeiro. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »