Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Padre Casimiro Congo integra novo Governo provincial de Cabinda

Eugénio César Laborinho surpreende também ao indicar para a pasta da Saúde, Maria Carlota Ngombe Victor Tati, esposa do deputado independente pela UNITA Raúl Tati

O conhecido Padre Congo é a partir desta quinta-feira, 8, secretário provincial de Educação, Ciência e Tecnologia de Cabinda, depois de ter sido empossado pelo governador Eugénio César Laborinho.

Ao formar o seu Executivo, Laborinho surpreendeu também ao indicar a médica Maria Carlota Ngombe Victor Tati para a pasta de Saúde.

Ela é esposa do antigo vigário-geral da Diocese de Cabinda e actual deputado independente nas listas da UNITA, Raul Tati.

O governador foi ainda mais longe quando no acto de posse afirmou que os sectores da Saúde e da Educação “merecem uma especial atenção, tendo em conta os desafios que se apresentam no momento e no futuro”.

Na sua intervenção, Eugénio César Laborinho desafiou aqueles dois secretários provinciais a reduzir a taxa de mortalidade materno-infantil, a humanizar os serviços de Saúde, a diminuir o número de crianças fora do sistema do ensino e a melhorar a qualidade do ensino nos seus variados níveis.

A notícia de nomeação do conhecido activista Padre Congo provocou de imediato reacções de vários sectores.

Nas redes sociais, alguns criticaram a decisão do Padre Congo em aceitar o posto, considerando que ele terá claudicado frente ao poder, deixando de lado a sua luta por Cabinda.

Crítico da posição do regime de Luanda em relação à província, Jorge Casimiro Congo, de seu nome completo, recebeu, no entanto, aplausos de outros que consideram que ele continuará a lutar por Cabinda agora no Governo provincial.

“Perdemos um bom ponta-de-lança, padre Congo”, escreveu um internauta no Facebook, enquanto outro ripostou “Perdemos nada, são estratégias fortes”, ao mesmo tempo que um terceiro anotou: “Angola perdeu um homem íntegro e sincero”.

Além do Padre Congo para a pasta da Educação, Ciência e Tecnologia, e de Maria Carlota Ngombe Victor Tati, para secretária provincial da Saúde, integram para o Governo de Cabinda, Isabel Buca Vicente (Administração Pública Trabalho e Segurança Social), Óscar Dilo ( Juventude e Desporto), Maria de Fátima Dumbi Congo (Família e Promoção da Mulher, e interinamente secretária provincial da Assistência e Reinserção Social), Juliano kuabi Nioge Capita (Ordenamento do Território Urbanismo e Habitação) e Paulo Denis Luvambano (Obras Públicas).

Refira-se que Isabel Buca Vicente e Paulo Denis Luvambano são os únicos secretárias que transitam do anterior Executivo de Cabinda.

O Padre Congo é um conhecido activista pela autonomia de Cabinda e foi preso diversas vezes pelas autoridades de Angola. (Voa)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »