Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Líder de deputados dissidentes do PAIGC diz desconhecer oficialmente sanções da Cedeao

Na primeira reação às sanções, que entre outras proíbe as viagens para os países da Cedeao aos sancionados, Braima Camará afirmou, em declarações à agência Lusa, que é guineense e que se encontra no seu país, onde defende “com orgulho” os valores nos quais acredita.

“Se o facto de haver manifestações das nossas vontades, através das nossas convicções ideológicas e políticas, se isso constituir algum problema, estamos disponíveis para enfrentar tudo e todos e quaisquer problemas, porque estamos tranquilos”, destacou

Braima Camará integra uma lista de sete deputados dissidentes do Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), alvos de sanções da Cedeao, juntamente com outras 11 pessoas entre dirigentes políticos e judiciais guineenses.

Da lista consta ainda o nome de Herson Vaz, filho do Presidente guineense, José Mário Vaz.

Além de proibição de viagens ao estrangeiro, os sancionados terão as contas bancárias congeladas, bem com todos os seus bens financeiros. As medidas também afetam os familiares dos visados.

O também coordenador do grupo conhecido pelos 15, diz-se tranquilo.

“Quem não deve não teme”, observou Camará, igualmente conselheiro principal de José Mário Vaz, realçando, contudo, que tudo o que se sabe sobre o assunto é o que tem acompanhado através dos órgãos de comunicação social.

“O meu primeiro comentário é de absoluta tranquilidade. Sou deputado da nação, sou um político, sou dirigente político neste país”, frisou Braima Camará, sublinhando, porém, que na democracia o contraditório é permitido.

Reforçou que o grupo que lidera não “deve nada a ninguém” e que mais não faz do que manifestar a convicção perante os problemas do país, conforme as leis da República, destacou.

Braima Camará disse à margem de um encontro com o antigo Presidente do Mali, Diouncunda Traoré, que se encontra de visita a Bissau, que os seus companheiros não estão a praticar quaisquer atos subversivos ao Estado de direito democrático. (África 21)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »