Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Sinprof Huíla ameaça boicotar início do ano lectivo

O Secretariado Provincial do Sindicato de Professores (Sinprof) na província da Huíla ameaça boicotar o arranque do ano lectivo com uma greve, sob alegação de incumprimento, por parte da entidade patronal, de algumas reivindicações apresentadas há três anos.

Entre as reclamações da classe, de acordo com secretário provincial do sindicato, João Francisco, consta a não actualização da carreira docente, pagamento de subsídios de chefia, de exame, de exposição a gentes químicos, de atavio e isolamento.

Em reação a intenção do Sinprof, o director Provincial da Educação, Américo Chicote, que reconhece e considera legítima as reclamações da classe, adiantou, no entanto, em entrevista à Angop, que a educação ainda não recebeu nenhuma declaração oficial de greve, quando faltam 12 dias para o início oficial das aulas.

De acordo com Américo Chicote, a conjuntura económica que o país vive há alguns anos impede, para já, que a situação seja resolvida, mas as autoridades estão empenhadas em atender as reclamações dos docentes.

O sindicato informa que 60 porcento dos mais de 18 mil professores que leccionam na província estão afectados por essa situação que já leva 15 anos.

A Direcção das Huíla da Educação controla 18.181 professores que lecionam em sete mil e 7.402 salas de aula. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »