Lesotho: Chefe da Missão da SADC recebido pelo Rei Letsie III

O Presidente da Missão de Prevenção da SADC para o Reino do Lesotho (SAPMIL), o angolano Matias Bertino Matondo, foi recebido em audiência pelo Rei Letsie III, com quem falou sobre a missão, segundo apurou nesta terça-feira a Angop

Falando no final da audiência de cerca 30 minutos no Palácio Real, Bertino Matondo, que também é o presidente do Comité de Supervisão da SADC para o Reino do Lesotho, disse que se tratou de uma visita de cortesia, a primeira desde o lançamento da Missão em Novembro e o desdobramento do contingente da organização regional em Dezembro.

Angola preside presentemente o órgão de política, defesa e segurança da SADC, estando, por isso à cabeça, da SAPMIL e do seu Comité de Supervisão para o Reino do Lesotho.

O Reino do Lesotho vive uma crise política que se arrasta há alguns anos, caracterizada por golpes e tentativas de golpes de estado, quedas sucessivas de governos e realização de eleições antecipadas, incluindo o assassinato, por subordinados, dos chefes das Forças Armadas, o último dos quais vitimando o tenente-general Khoantle Motsomotso, em Setembro de 2017.

Face aos acontecimentos, o governo coligado de quatro partidos políticos, liderado por Thomas Thabane, apelou à SADC o envio de uma força de prevenção ao seu país, culminando com o desdobramento em Dezembro último do contingente da SAPMIL composto por 269 efectivos, entre militares, policias, oficiais de inteligência e civis.

A Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) recomendou ao Governo do Lesotho a elaboração e implementação de um roteiro contendo um conjunto de reformas políticas, administrativas, parlamentares, judiciais e outras com vista a restaurar a paz e estabilidade no reino.

Letsie III é presentemente o Rei do Lesotho, tendo sucedido a seu pai, Moshoeshoe II, quando este foi forcado a exilar-se em 1990. Moshoeshoe II recuperou o trono em 1995 , mas morreu num acidente de viação no ano seguinte, altura em que Letsie III voltou a ascender ao trono.

O Lesotho é uma monarquia constitucional e a maioria dos actos do rei são, meramente, cerimonias.

O chefe do Comité de Supervisão da SADC para o Reino do Lesotho já se reuniu também com o Primeiro –Ministro, Thomas Thabane, de quem recebeu garantias de apoio total do seu governo a SAPMIL. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »