FMI congratula-se com medidas do Presidente angolano e promete ajuda

João Lourenço e Christine Lagarde reuniram-se hoje em Davos, na Suíça

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considera que a economia de Angola está a beneficiar-se de uma ligeira recuperação, “mas os significativos desequilíbrios mantêm-se”.

A declaração está num comunicado divulgado no final de um encontro entre o Presidente João Lourenço e a directora-geral daquela instituição financeira Christine Lagarde, em Davos, na Suíca, à margem da reunião do Fórum Económico Mundial que se realiza nesta terça-feira, 23.

Em comunicado, o FMI reconhece que “as autoridades estão completamente cientes dos desafios e anunciaram acções de política para restaurar a estabilidade macroeconómica”.

O encontro entre Lourenço e Lagarde, ainda segundo o FMI, “foi uma oportunidade para a diretora-geral elogiar o Presidente Lourenço pela políticas recentemente anunciadas”, tendo a responsável máxima do FMI reiterado “o compromisso do Fundo em trabalhar com as autoridades angolanas para garantir que a economia consiga altas taxas de sustentabilidade e crescimento inclusivo para reduzir a pobreza”.

Ainda hoje em Davos, o Presidente angolano encontra-se com o primeiro-ministro português, António Costa, e vários outros líderes.

Na manhã desta terça-feira, a seguir à cerimónia oficial de abertura do Fórum, o Presidente João Lourenço fez uma intervenção no painel consagrado ao desenvolvimento da energia no continente africano, intitulado “Acelerando o acesso da Energia em África”.

É a primeira vez que um Presidente angolano participa no Fórum Económico Mundial, um evento em que participam mais de três mil líderes do planeta, uma centena de países e principais organizações internacionais. (Voa)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »