Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

PR inteira-se sobre empresas pesqueiras no Tômbwa

ENTREPOSTO FRIGORÍFICO DA CIDADE DO TÔMBWA (FOTO: LINO GUIMARÃES)

O Presidente da República, João Lourenço, inteirou-se nesta quarta-feira do funcionamento da empresa Pes-Sul, do andamento das obras de construção do Porto Pesqueiro e de um entreposto frigorífico, durante uma visita ao município namibense do Tômbwa.

Trata-se de importantes empreendimentos económicos com impacto no sector pesqueiro do país e, particularmente, na vida do município.

Com duas linhas de transformação, a Pes-Sul está vocacionada para a produção de conserva de atum e sardinha.

A unidade fabril tem uma produção diária de 125 mil latas de conservas e emprega 250 trabalhadores.

A fábrica perspectiva montar este ano uma linha para a produção de pasta de atum.

No Porto Pesqueiro e no entreposto, empreendimentos orçados no total em 23,5 milhões dólares, o Presidente Jo?o Lourenço tomou contacto com o andamento da primeira fase do projecto.

Os dois empreendimentos encontram-se inseridos no Programa de Investimento Público (PIP). A primeira fase das obras do porto pesqueiro teve início no primeiro trimestre de 2015.

Quando estiver concluído, o Porto Pesqueiro do Tômbwa ocupará uma área de três hectares e terá um cais com 400 metros, o que permitirá a acostagem de até dez barcos de uma só vez.

Na condição de infra-estrutura de apoio, o futuro porto pesqueiro terá oficinas para a reparação e manutenção de embarcações, além de postos de abastecimento de combustível e água.

Já o entreposto frigorífico, contíguo às instalações portuárias, vai ter uma zona para a lavagem e o processamento do pescado, três túneis de congelação (15 toneladas cada).

A infra-estrutura terá também duas câmaras de conservação (150 toneladas) e uma fábrica de gelo em escama, com capacidade para sete toneladas.

Os referidos edifícios estão ao lado de outro destinado à salga e seca, cuja principal operadora é a Associação das Mulheres Processadoras de Pescado do Tômbwa.

O porto estará aberto à iniciativa privada. Os empresários do sector pesqueiro poderão instalar no recinto fábricas de gelo e realizarem outras actividades de apoio à pesca.

O Porto Pesqueiro do Tômbwa será o segundo do genero no país, depois do da Boavista, no Sambizanga, em Luanda.

Para esta quarta-feira a agenda do Presidente da República prevê um encontro com membros do Governo Provincial do Namibe, visitas ao Hospital Ngola Kimbanda e a Academia de Pescas.

Igualmente hoje, João Lourenço manterá encontros com responsáveis das igrejas Católicas e Metodista na região.

Na quinta-feira, o Estadista vai presidir ao acto central para a abertura do ano lectivo 2018/19 e visitará o Pólo de Desenvolvimento Educacional da Praia Amélia.

No final do dia está marcado o regresso do Presidente João Lourenço a Luanda. (Angop)

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »