Ensa
Portal de Angola
Informação ao minuto

Faltam professores e material escolar em Angola

(Voa)

Ano lectivo de 2018 é aberto amanhã por João Lourenço

Angola precisa de mais de 70 mil novos professores, revelou a ministra da Educação, Maria Cândida Teixeira, no Namibe, à margem dos preparativos do acto de abertura do ano lectivo 2018, a ser presidido nesta cidade litoral sul de Angola, na quinta-feira, 1, pelo chefe do Executivo, João Lourenço.

Teixeira fez saber ainda que há falta de material escolar no país e o pouco que existe está a ser distribuído às províncias.

Maria Cândida Teixeira garantiu, no entanto, que até em Março do ano em curso a falta de material escolar que se faz sentir nas escolas do pais será ultrapassada.

Entretanto, pais e encarregados de educação reclamam o aumento do preço do material escolar.

O chefe do Gabinete do Plano da Direcção Provincial da Educação e Tecnologia no Namibe, Jorge Maciete,esclarece que o material escolar para o ensino de base é gratuito e não deve ser comercializado.

João Lourenço é o segundo presidente de Angola que passa a noite na província do Namibe, depois de Agostinho, em 1978.

Os namibenses esperam que o chefe do Executivo fale das medidas a adoptar para resolver os actuais problemas sociais e económicos.

Também pode gostar

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »