Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Show Man Yuri da Cunha em apoteose no Musongué do Kilamba

Um espectáculo, com diversos tipos de estilos musicais, entre Kizomba, sungura, Kabetula, semba e rumba, marcou o encerramento anual do Musongué da Tradição, com o cabeça de cartaz o cantor Yuri da Cunha, a mostrar que se destaca pela sua verticalidade rítmica e maneira de “aquecer a plateia”, que não parou de acompanhar o artista.

O Centro Recreativo e Cultural Kilamba foi, na tarde deste domingo, pequeno para as mais de trezentas pessoas que foram vibrar e apreciar um elenco de cantores do melhor da “praça” musical.

O Musongué começou “aquecer” quando subiu ao palco a banda Movimento que tirou alguns temas e acompanhou os artistas Suzanito que recordou o artista Nito do Avó Kumbi, tendo entrado o cantor Robertinho que cantou temas como “Kakiento”, “Joana”, “kiowa”, entre outros, que mostrou bons “passistas”, que recordaram os tempos, que o tempo levou mas não é esquecido.

A Banda Movimento acompanhou ainda o veterano Dom Caetano, que mostrou que quem sabe jámais esquece, tirou da “cartola” os temas “diala dya hongo”, “sou angolano”, tussokana kian”, tendo fechado a sua apresentação com o sucesso do momento “vizinha”, (música original dos Irmãos Almeida).

Convidado do artista Yuri da Cunha, esteve o santomense João Seria, considerado o general da música de São Tomé e Príncipe, brindou a plateia com temas que muito sucesso fizeram nas pistas de Angola, no estilo kabetula como “Alice”, “carambola”, “maie-maie”, “Aninha”, entre outros.

Bem acompanhado pela banda de Yuri da Cunha, João Seria puxou dos galões e reviveu com os angolanos sucessos que marcaram a década dourada do grupo África Negra, considerado como os embaixadores de São Tomé.

Mas o Musongué estava reservado para o show man, Yuri da Cunha, que entrou de forma triunfante com uma mistura de músicas do cancioneiro popular, fazendo delirar a plateia que não arredava pé da pista.

Com os temas “14 chuvas”, “zig zig”, “sabichona”, “katela njila, “jota” e “gago”, o artista, sem desacelerar, convidando os “amantes” da cultura nacional a mostrarem os seus dotes de excelentes bailarinos, apreciadores do kizomba e semba, a “rasgarem” o chão do Kilamba.

Ao terminar a sua apresentação e fechar o ano cultural no Centro Cultural KIlamba, Yuri da Cunha convidou ao palco o artista Dj Mania que fizeram dueto nas músicas “médica maluca” e “dança da bexiga”.

O show man encerrou o evento com os temas “ngapa” e “morainha, dos Irmãos Almeida, “Ramiro, (Voto Gonçalves) e uma rapsódia de músicas do cantor e compositor Barceló de Carvalho “Bonga”. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »