Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Segurança Social implementa novo modelo de prova de vida em 2018

Os pensionistas inscritos no Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) vão, a partir de Janeiro de 2018, efectuar a prova de vida de velhice e sobrevivência no mês de seu aniversário ou falecimento (por via dos seus familiares).

O anúncio foi feito, nesta quarta-feira, em Luanda, pelo director geral adjunto da instituição, Pedro Filipe, durante uma conferência de imprensa.

O responsável explicou que esse método, caso não haja decisões superiores contrárias, decorre do facto de se notar enchentes nas agências, postos do Banco de Poupança e Crédito (BPC) e Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão. Esta operação era realizada nos primeiros três meses do ano, nestes locais.

Com o novo modelo que se pretende implementar, o pensionista deverá fazer a prova de vida no seu mês de aniversário com uma prerrogativa de mais um mês ou no dia do seu falecimento ou subsequente, sob pena de ser cancelada a respectiva pensão.

Pedro Filipe referiu que a prova de vida será realizada apenas em 40 agências do INSS e 10 do SIAC, em todo o país.

“As equipas estão preparadas para responder a demanda dos pensionistas que vão aderir aos postos para a prova de vida” enfatizou .

Esclareceu que a prova de vida é nacional e extensiva aos angolanos que vivem no exterior que também podem realizar a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS ou por meio de documento de prova de vida emitido por um consulado.

Por outro lado, informou que o instituto criou um regime de segurança social específico para dirigentes religiosos (bispos, pastores e padres), com entrada em vigor também em 2018.

O número de segurados que financia a reforma dos 129 mil pensionistas em Angola está estimado em mais de um milhão e 607 mil funcionários públicos e privados.

Em Angola, cada 12 trabalhadores ou funcionários em actividade inscritos no INSS sustentam um reformado ou pensionista.

160 mil 705 pensionistas, 22,30 porcento dos quais recebem a pensão de sobrevivência, estão inscritos pelo INSS e vão fazer a prova de vida em 2018. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »