Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Retrospectiva2017: Abertura da mina CAT-E42 destaca-se na Lunda Sul

Com capacidade anual para produzir mais de um milhão de quilates, a mina de diamantes CAT-E42, da Sociedade Mineira de Catoca, inaugurada em Abril do ano em curso, abriu novas perspectivas económicas para o país, em geral, e para a província da Lunda Sul, em particular.

Localizado a sete quilómetros da mina de Catoca, o projecto mineiro será explorado até 150 metros de profundidade e conta com uma produtividade anual de mais de um milhão de quilates e reservas na ordem de cinco milhões e 500 mil toneladas de minério.

O projecto, que surgiu na sequência de uma estratégia liderada pela Endiama, com vista ao aumento da reserva nacional de diamantes, terá um tempo de “vida” útil de quatro anos, ocupa uma área de cinco hectares e permitiu criar mais de 150 postos de trabalho.

A mina, cujo investimento foi de mais de 50 milhões de dólares norte-americanos, vai render cerca de 250 milhões de dólares.

Ainda no capítulo económico, faz destaque a inauguração do supermercado “Shoprite”, com capacidade para atender, diariamente, a mais de duas mil pessoas, dispondo, para os clientes, produtos alimentares e artigos industriais para o lar, com as mais variadas mercearias e outros. O mesmo gerou perto de 300 empregos directos.

No domínio da Hotelaria e Turismo, o destaque recai para as inaugurações de um complexo residencial, com 35 habitações do tipo T3, e um hotel com capacidade para alojar 100 pessoas/dia.

As infra-estruturas localizadas nos bairros Txicumina e Sassamba, no município de Saurimo, geraram 85 empregos para os jovens locais, numa primeira fase, e comportam restaurantes, quadra desportiva, residência presidencial, entre outros compartimentos, para garantir lazer aos clientes.

Outro destaque foi a inauguração do projecto habitacional “Mono Waha”, com 500 residências do tipo T2, T3 e T4, localizado a 20 quilómetros do centro da cidade de Saurimo.

Financiado pela Endiama, com a colaboração do Governo Província da Lunda Sul, o projecto contempla um total de mil casas e visa a melhoria de habitabilidade das populações.

Das 500 casas já existentes, duzentas e vinte duas (222) já estão habitadas, maioritariamente por funcionários da Sociedade Mineira de Catoca e por outros que aderiram ao projecto no sistema de renda resolúvel.

A província registou o lançamento da pedra para a construção da Centralidade de Saurimo, que vai acolher, numa primeira fase, seis mil 664 habitantes.

Na primeira fase, serão construídos, numa área de 7,35 hectares, oito edifícios em banda de quatro e oito pisos, com um total de 212 apartamentos do tipo T3. Os outros 1.248 apartamentos serão erguidos na segunda etapa do projecto, além de 30 moradias unifamiliares e 112 geminadas.

O projecto vai, igualmente, contar com 24 lojas, central de geração de energia eléctrica, estação de tratamento de águas residuais, escolas primárias e secundárias, centros de saúde, comunitário, creche, instalações para a administração, polícia, bombeiros, parque, mercado, espaços verdes e áreas de lazer.

Ainda no campo da reconstrução, destaca-se a retomada das obras de reabilitação da estrada nacional 180, que permite as ligações Saurimo/Dala e Saurimo/Luo, interrompidas em 2015 por questões técnicas.

Serão reabilitados 33 quilómetros de estrada no troço Saurimo/Dala, num período de 16 meses. Ainda no mesmo troço, vai ser construída uma ponte mista (betão armado e aço) sobre o rio Luachimo.

A inauguração do Aproveitamento Hidroeléctrica de Chiumbue, com capacidade para gerar 12,42 MW de energia eléctrica e garantir a sustentabilidade do desenvolvimento económico e social das províncias da Lunda Sul e do Moxico, foi igualmente destaque.

O Aproveitamento destina-se ao fornecimento de energia eléctrica à cidade de Luena (província do Moxico) e à região do Dala (Lunda Sul), conta com uma central hidroeléctrica com quatro grupos geradores, com turbinas do tipo Francis Horizontal, sendo duas de 4,14 megawatts e duas de 2,07 megawatts (MW), totalizando 12,42 MW.

Para o escoamento de toda a energia produzida, possui uma linha de transmissão de alta tensão de 110 kilovolt (KV), com 298 torres, para a cidade do Luena, numa extensão de 99 quilómetros. Em paralelo, o Aproveitamento tem uma subestação de 110/15 KV, junto à Central Térmica da Cidade do Luena, província do Moxico, com dois transformadores de 10 MVA cada.

No município do Dala, há uma subestação com dois transformadores, com potência de 10 MVA, com tensão de 6,3/110 KV. Para a distribuição nesta circunscrição, foi construída uma rede de média tensão e a instalação dos PT’S monoblocos, num total de seis transformadores com tensão 15/0,4 KV.

No desporto, o destaque recai para a despromoção do Progresso da Lunda Sul, por má utilização do jogador Manuel Rui de Abreu (Cabibi), no desafio da 29.ª ou penúltima jornada do Campeonato Nacional da I Divisão, Girabola2017, diante da Académica do Lobito.

Para além de descer de divisão, o Progresso da Lunda Sul foi multado com dois mil e quinhentos (2.500) dólares.

Este ano, a Lunda Sul ganhou 308 novos licenciados em cinco anos pela Escola Superior Politécnica, unidade orgânica da Universidade Lueji A’ nkonde, nas especialidades de Administração e Gestão, Pedagogia, História, Matemática, Geografia, Construção Civil, Electromecânica e Minas. (Angop)

por Hélder Dias

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »