Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

RDC: Presidente Kabila compromete-se em cumprir novo calendário eleitoral

O Presidente Joseph Kabila, da República Democrática do Congo, comprometeu-se hoje, perante os seus homólogos de Angola e do Congo, em cumprir o calendário eleitoral recentemente aprovado, para a estabilização política do país.

A garantia foi dada durante a mini-Cimeira da Troika da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), que juntou, em Brazzaville, os presidentes João Lourenço, Denis Sassou N’Guesso e o próprio.

O ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, que reportou os resultados da reunião aos jornalistas nacionais, disse que o que se pretende é “evitar que haja convulsões na RDC, pelo que é preciso assegurar ao povo e à comunidade internacional que desta vez o acordo é para cumprir”.

“Este novo calendário é um passo importante para a resolução do problema eleitoral na RDC”, sublinhou Manuel Augusto, que anunciou para breve uma deslocação dos presidentes João Lourenço e Sassou N’Guesso à Kinshasa, para interagiem com todos os actores e apoiarem este esforço.

Angola e o Congo seguirão muito de perto o processo na RDC, no sentido de ajudarem e junto da comunidade internacional poderem ser garantes de que os objectivos que todos almejam (eleições livres e justas) na RDC possam ser alcançados a 23 de Dezembro de 2018.

Em suma, disse, a mini-Cimeira de Brazzaville enquadra-se no âmbito das consultas regulares entre os três chefes de Estado membros da CIGRL e centrou-se precisamente na situação na RDC, que “vive momentos importantes, mas também delicados”, relacionados com a sua estabilização política

O mandato do presidente Kabila termina oficialmente a 19 do corrente mês, por força dos acordos de 31 de Dezembro de 2016, que estabeleciam eleições presidenciais até ao fim do corrente ano. Foram todos os cenários relacionados a isso que motivaram o presente encontro.

De resto, estes propósitos estão também expressos no comunicado final do encontro, no qual os três chefes de Estado reiteram o seu apelo “a todos os actores políticos e da sociedade civil para preservarem a paz e mobilizarem-se para a implementação da agenda eleitoral, no espírito da unidade, serenidade e diálogo”.

Relativamente à análise global da sub-região, a mini-Cimeira debruçou-se sobre os casos da República Centro-Africana (RCA), Sudão do Sul, Burundi e Quénia.

Neste sentido, deplorou a persistência da violência na RDCA e reiterou o apelo à comunidade internacional para que contribua, “de forma mais sólida, no processo de estabilização e reconciliação nacional”.

Para além do ministro das Relações Exteriores, o preisdnte João Lourenço esteve também acompanhado pelo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Sachipengo Nunda. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »