Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Palace trava Manchester City e Ederson até acaba como herói

Guarda-redes defende penálti nos descontos e evita derrota

Que emoção no Selhurst Park, sul de Londres, onde o Crystal Palace recebeu o Manchester City e esteve muito, muito perto de vencer a equipa de Pep Guardiola. Um jogo cheio de drama, com lesões que parecem sérias e que acabou com Ederson como o derradeiro herói. A série de vitória dos citizens chegou ao fim e a invencibilidade na Premier League esteve por um fio.

Bernardo Silva foi titular na partida e o Manchester City viu-se privado de uma das estrelas da companhia bem cedo: Gabriel Jesus saiu em lágrimas, lesionado, e apesar de o ter feito pelo próprio pé, as indicações que deu ao deixar o relvado admitem algo sério.

Aguero entrou aos 23 minutos, já depois de o Palace ter perdido um central por lesão: Dann deu o lugar a Kelly.

Como seria expectável, o City controlou a posse de bola, o jogo e teve ascendente sobre os londrinos. Aguero não teve uma exibição inspirada, mas foi ele quem atirou ao poste, na primeira parte. Foi o momento em que os citizens estiveram mais perto do golo num primeiro tempo que fechou com o mesmo Aguero a desperdiçar um remate na área, servido por De Bruyne.

Quanto ao Palace, tentava sair pela velocidade de Zaha, com Benteke no meio e Townsend também a surgir no apoio atacante. Ao intervalo, o City sabia que tinha de aumentar ritmo e qualidade para chegar ao triunfo.

A formação de Guardiola foi mais efetiva e quando Sterling entrou e Bernardo Silva passou para o meio, o cerco à baliza de Hennessey foi mais efetivo. O guarda-redes do Palace teve mais trabalho, evitou o golo e quando o árbitro assinalou uma grande penalidade a favor do Palace, preparou-se um golpe de teatro.

Ederson defendeu o pontapé de Milivojevic e manteve a invencibilidade do ManCity no campeonato. O fim da série de vitórias seguidas não deve preocupar Guardiola e, pelos eventos finais da partida, o resultado também não, alicerçado na diferença de 14 pontos para o Chelsea, que é segundo.

Mais preocupante, sim, é o facto de Gabriel Jesus se ter lesionado e de Kevin De Bruyne ter deixado o campo de maca, num lance com Puncheon e que pelas imagens vindas de Londres não auguram nada de bom para o belga. (Mais Futebol)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »