Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Oposição sul-africana denuncia escândalo sobre funeral de Mandela

O partido da oposição sul-africana, Aliança Democrática (DA), denunciou segunda-feira o Governo da província do Cabo Oriental por alegada implicação num escândalo de corrupção durante as exéquias de Nelson Mandela, em 2013.

Refiloe Ntesekhe, uma das responsáveis da DA, acusou nomeadamente a diretora-geral da província, Marion Mbina Mthembu, de ter autorizado irregularmente a transferência de dois milhões e 400 mil dólares americanos para o funeral do Prémio Nobel.

“O Congresso Nacional Africano (ANC) no Cabo Oriental mostrou que fará tudo para fazer avançar as suas manobras de corrupção, até roubar dinheiro do povo em nome de Nelson Mandela”, denunciou Ntesekhe.

Presidente da África do Sul de 1994 a 1999, Nelson Mandela foi o primeiro chefe de Estado negro deste país, o primeiro eleito no quadro duma eleição democrática inclusiva.

O Prémio Nobel da Paz faleceu a 5 de dezembro de 2013, aos 95 anos de idade, depois duma infeção respiratória prolongada.

Uma missa foi organizada no estádio FNB de Joanesburgo, a 10 de dezembro de 2013, e o funeral nacional a 15 de dezembro, em Qunu, a sua aldeia natal. Noventa representantes de países estrangeiros deslocaram-se para assistir ao evento.

O quarto aniversário do seu desaparecimento foi comemorado terça-feira passada e foi manchado pela publicação, no mesmo dia, de um relatório com revelações de provas de inflação maciça dos preços, desvios de fundos e má planificação pelo Governo. (Panapress)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »