Marcelo já teve alta e já fala aos jornalistas

Presidente da República foi submetido a uma operação cirúrgica na quinta-feira passada. Marcelo falou aos jornalistas para agradecer aos médicos que o trataram, mas também para dar uma palavra sobre o diploma da lei do financiamento dos partidos, sobre a qual tomará uma decisão, no máximo, até ao dia 11.

O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa já recebeu alta hospitalar do Curry Cabral, depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica a uma hérnia umbilical.

Depois de ter distribuído alguns abraços e beijinhos e até tirado umas selfies, o Presidente da República falou aos jornalistas para agradecer a toda a equipa que o apoiou e o acolheu nestes dias. “Foram inexcedíveis”, disse, sublinhando ser um “agradecimento extensivo a toda a equipa e ao centro hospitalar e, no fundo, ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Marcelo afirmou sentir-se “feliz” por ter sido intervencionado no SNS. “Com todos os altos e baixos , o que tem de bom e o que tem de mau, o SNS é uma conquista da democracia portuguesa muito importante”, frisou.

O Presidente da Repúblico resolveu abordar também o tema do financiamento dos partidos – “só para não me incomodarem nas próximas 48 horas”, notou. “No dia 22 chegou o diploma [das alterações à lei do financiamento], no dia 26 para 27 verifiquei que era uma lei orgânica, por isso teria, no meu entendimento, de esperar oito dias sem promulgar nem de vetar, para permitir que outras entidades, se quisessem, o levassem ao Tribunal Constitucional”, explicou, esclarecendo que não convidou ninguém a intervir nesse sentido.

Terminado o prazo, o Presidente, que podia ele próprio ter pedido a fiscalização ao TC, tem “a continuação do prazo de 20 dias que vai até ao dia 11”. Nos dias úteis seguintes ao Ano Novo, decidirá se promulga ou veta o diploma.

“Boas entradas”, assim se despediu de todos. ((Noticias ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »