Mais de sessenta mil alunos aprovaram de classe no Namibe

Sessenta e seis mil 170 alunos do ensino primário, I e II ciclo da província do Namibe transitaram de classe, no ano lectivo 2017, informou no sábado o director provincial da Educação Ciência e Tecnologia, Pacheco Francisco.

Intervindo na cerimónia de cumprimentos de fim de ano, o responsável disse que foram matriculados cem mil 911 alunos nos três subsistemas de ensino, sendo que 90 mil foram submetidos a avaliações desde as contínuas aos exames finais.

Pacheco Francisco disse que este ano o desafio passou pela melhoria da qualidade de ensino secundário, concretamente o I ciclo.

“Definimos os perfis de saída por disciplina, logo no início do ano lectivo, o que significa dizer que, em todas as disciplinas, deveriam atingir as metas preconizadas, envolvendo e comprometendo todos os actores do processo de ensino e aprendizagem”, aferiu o director para explicar que os resultados negativos do I ciclo de ensino foram registados em algumas escolas do município de Moçamedes e não em toda a província, como se propala.

Por outro lado, o director apelou aos pais e encarregados de educação para incentivarem os seus educandos ao estudo, de modo a evitarem as facilitações na formação académica.

A qualidade do ensino na província tem sido, nos últimos anos, um permanente desafio do sector mas, para a materialização deste desiderato, é necessário o envolvimento de todos os autores como, pais e encarregados de educação, professores e a própria sociedade, referiu.

Pediu compromisso profissional, espírito criativo e inovador no processo de ensino e aprendizagem.

Ao contrário dos anos lectivos passados, adiantou que foram implementadas algumas estratégias para corrigir certas práticas menos boas e comprovar a seriedade dos docentes, tendo em conta algumas situações registadas fundamentalmente em 2016. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »