Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Já há dinheiro para a corrida São Silvestre

Com a distância de dez quilómetros, a competição começa no Largo da Mu­tamba e termina no Estádio Municipal dos Coqueiros. Em declarações ao Jornal de Angola, Joaquim Dombaxi, porta-voz da corrida, afirmou que desconhece o valor depositado pelo Minjud, mas a preocupação agora é fazer os pagamentos de alguns serviços.

“Ainda não sei se foi disponibilizado o valor global, ou seja os 39 milhões de kwanzas. Nesta fase vamos resolver os problemas dos vistos dos atletas estrangeiros. Embora o dinheiro tenha sido disponibilizado com atraso, da nossa parte vamos fazer de tudo para que no dia 31 a corrida seja disputada”, frisou.

Cinco mil dólares (equivalente em kwanzas ao cambio do Banco Nacional de Angola) é o valor do prémio dos vencedores da São Silvestre, em ambos os sexos. Ainda ontem, os dirigentes da Federação Angolana de Atletismo (FAA) e a equipa técnica do Governo da Província de Luanda realizaram a terceira vistoria ao percurso.

As falhas na iluminação na Avenida Ho-Chi-Min e os buracos na zona do Kinaxixi, Chamavo e subida do Prenda, problemas registados na primeira e segunda vistoria, já foram ultrapassados. Com o convite formulado aos fundistas da África do Sul, Botswana, Namíbia e Moçambique, a corrida volta a ter cariz internacional, diferente do que foi a edição passada.

O material técnico e tecnológico ( chips e dorsais) estão encomendados e o organismo reitor do atletismo conta com o apoio da Administração Geral Tributária , na subvenção de custos. Até ontem foram inscritos mil atletas dos três mil e 500 que a Federação pretende inscrever.

Festa popular

A São Silvestre está aberta a fundistas federados, populares, estrangeiros e paralímpicos das categorias T11 e 56 (deficiência visual e dos membros superiores). O processo de inscrição continua aberto até terça-feira, na sede da Federação, sita no Nova Vida, Cidadela Desportiva, Ilha do Cabo, Marco Histórico do Cazenga, Casa da Juventude de Viana, Administração de Cacuaco, Centralidade do Kilamba e no ex-RI 20.

Os kits de corredor, compostos por chip e dorsal, vão ser distribuídos de 28 a 30, na tenda da Baia de Luanda. O agrimensor João Antunes, credenciado pela Federação Internacional (IAAF), tem chegada prevista também para o dia 28. A vinda do técnico português visa a realização de uma nova medição do percurso.

O meeting internacional “Demósthenes de Almeida” vai ser disputado no dia 2 de Janeiro, no Estádio dos Coqueiros, com provas nas distâncias de 5000, 3000 e 1500 metros e outras especialidades. A São Silvestre começa no Largo da Mutamba, passando pelas avenidas Amílcar Cabral, Revolução de Outubro, Ho-Chi Min, Alameda Manuel Van-Dúnem, Largo do Kinaxixi, Rua da Missão, Avenida 4 de Fevereiro, Largo do Baleizão, Rua Francisco das Necessidades e Estádio Municipal dos Coqueiros.

Na edição passada, que teve 2 mil participantes, os fundistas do Interclube dominaram a corrida. Em masculino Francisco Caluvi triunfou, com o tempo de 31 minutos e 25 segundos, ao passo que Adelaide João venceu em femininos, com o registo 37 minutos e três segundos.

Alexandre João, do Interclube, dominou a corrida desde o início, mas perto da entrada do Estádio dos Coqueiros foi vencido pelo cansaço. Os vencedores receberam 500 mil kwanzas, contra os 200 inicialmente anunciados. (Jornal de Angola)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »