Huambo: Governador realça benefícios da cooperação com Cuba

O Governador do Huambo, João Baptista Kussumua, reconheceu, quinta-feira, os benefícios da cooperação com Cuba, no desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida dos angolanos.

Falando na cerimónia que marcou a celebração dos 121 anos da morte do General Antonio Maceyo Crajales, segundo comandante do Exercito de Independência Cubano, o governador sublinhou o trabalho dos quadros cubanos no Huambo, que têm resolvido os problemas dos cidadãos, sobretudo, nas áreas da saúde e educação.

João Baptista Kussumua, lembrou o contributo e determinação prestado pelos internacionalistas cubanos em vários domínios na vida militar, social e económica de Angola, que ofuscou a intenção das forças antagonistas de dividir o país aquando da Independência Nacional

“Queremos reiterar o nosso agradecimento, porque na vida existem actos que não têm preço. Não temos como restituir a vida de milhares de cubanos que tombaram pela causa dos angolanos”, destacou.

O acto, que teve lugar no Largo de Amizade Angola e Cuba, foi marcado com a deposição de uma coroa de flores e entrega de diplomas de reconhecimento a quadros cubanos.

António Maceyo Crajales foi um dos líderes guerrilheiros mais notáveis da América Latina do século XIX, com perspicácia militar notável.

Foi morto a 7 de dezembro de 1896, nas proximidades de Punta Brava, caindo numa embuscada de militares espanhóis, quando estava apenas acompanhado por sua escolta pessoal (dois ou três homens) e o médico, que vendeu sua posição ao coronel espanhol Francisco Cirugeda. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »