Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Historiador acredita que avião da Malaysia Airlines está na Antártida

O historiador defende que o avião foi sequestrado remotamente.

Como é que um avião que transportava 239 passageiros, de Kuala Lumpur para Pequim, desaparece inexplicavelmente? É um mistério que ainda não foi resolvido.

Tudo o que foi encontrado até agora relativamente ao voo MH370 não permite desvendar, ainda, o que efetivamente aconteceu. Os relatórios indicam o percurso do avião da Malaysia Airlines quando, sem que nada o fizesse prever, se afastou de oeste para leste, longe de seu destino da China em 8 de março de 2014.

Foram feitas pesquisas subaquáticas em larga escala focadas no Oceano Índico, perto da Austrália, onde se acreditava originalmente que o avião tivesse caído. Mas, até ao momento, não há qualquer vestígio das pessoas a bordo.

Norman Davies, historiador e autor, acredita que o Boeing 777 possa ter planado durante várias horas e pousado na Antártida – o local perfeito para esconder um avião, onde poderia ser enterrado sob a camada de gelo por décadas.

De facto, a tecnologia a bordo, projetada para impedir uma repetição do ataque terrorista como o do 11 de Setembro, pode significar que o desaparecimento do MH370 se tenha devido a ‘skyjacking’.

De acordo com a informação divulgada pelo britânico Mirror, o avião estava equipado com o piloto automático Boeing Honeywell Un-interruptible, projetado para ser instalado em aviões desde o ataque às torres gémeas, para que estes pudessem ser controlados remotamente pelas autoridades em caso de sequestro a bordo.

Por isso, Norman Davies acredita que tenha existido um sequestro remoto do avião de Kuala Lumpur e que este possa estar na Antártida. (Notícias ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »