Custo do trabalho aumenta na Europa, mas cai em Portugal e na Finlândia

Segundo o Eurostat, os dois países registaram as únicas quedas anuais nos custos do trabalho por hora para a economia: em Portugal a quebra foi de 1,1% e na Finlândia de 3%.

Os custos por hora da mão-de-obra aumentaram 1,6% na zona euro e 2,1% nos Estados membros da União Europeia (UE) no terceiro trimestre deste ano, mas caíram em dois países: Portugale Finlândia.

De acordo com a informação divulgada pelo Eurostat esta terça-feira, os dois países registaram as únicas quedas anuais nos custos do trabalho por hora para a economia: -1,1% e -3%, respetivamente. Segundo o organismo de estatística da União Europeia, os custos por hora da mão-de-obra aumentaram 1,6% na zona euro e 2,1% nos Estados-membros da União Europeia no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o período homólogo do ano passado.

Em termos setoriais, no terceiro trimestre do ano, em comparação com os mesmos três meses de 2016, os custos do trabalho por hora na zona euro subiram 1,5% na indústria e 2,1% na construção e serviços .

No segundo trimestre do ano, o Índice de Custo de Trabalho aumentou 1,8% na zona euro e 2,3% na União Europeia. “No terceiro trimestre de 2017, os maiores aumentos anuais (…) foram registados na Roménia (+ 16,5%), na Hungria (+ 12,6%) e na Bulgária (+ 10,7%). Uma queda foi registada na Finlândia (-3,0%) e em Portugal (-1,1%)”, destaca o Eurostat. (Jornal Económico)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »