Casos de violência doméstica aumentam na Quibala

Trinta e três casos de violência doméstica foram registados, de Setembro até a primeira quinzena de Dezembro do ano em curso, pelos Centros de Aconselhamento Familiar, no município da Quibala , província do Cuanza Sul, um aumento de 15 casos em relação a igual período anterior, informou hoje, segunda-feira, à Angop, a chefe de Secção Municipal da Família e Promoção da Mulher, Henriqueta Ebo Amelia.

Em declarações à Angop, Henriqueta Amelia, informou que as causas dos conflitos familiares são a baixa renda familiar, excesso de consumo de bebidas alcoólicas, falta de diálogo nos lares, ofensas corporais, violência económica, psicológica, bem como abandono de lares e incumprimento de mesada aos filhos.

A responsável disse que durante o período em análise, três processos foram transferidos para os Serviços de Investigação Criminal (SIC).

Salientou que o seu sector tem realizado campanhas de sensibilização, seminário, palestras junto das famílias sobre os perigos da violência doméstica, gravidez precoce, o casamento precoce, bem como incentivar as mulheres a comparecerem nas aulas de alfabetização . (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »