Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Benguela: ADRA promove encontro entre mulheres e deputados

Catorze mulheres líderes de associações e cooperativas dos municípios do Cubal, Ganda e Baía Farta, província de Benguela, abordam nesta sexta-feira, com os deputados do círculo eleitoral local, a situação dos Direitos Humanos, os avanços e recuos na legislação e políticas públicas.

A informação foi prestada hoje à Angop pela assistente da ADRA-Antena Benguela, Célia Sapalo, indicando que o encontro, em saudação aos 16 dias de activismo pelo fim da violência contra a mulher, vai contribuir para que as lideranças femininas compreendam o papel dos parlamentares na defesa dos direitos humanos, em particular os da mulher.

A ideia, acrescentou, é que as mulheres conheçam o trabalhado desenvolvido pelos deputados, de forma a partilhar os problemas que enfrentam nas respectivas comunidades, com realce para a violência de que têm sido vítimas.

No quadro do desenvolvimento sustentável das comunidades, como sublinhou, a ADRA tem priorizado acções com impacto nos direitos da mulher, tais como a vida, a liberdade, segurança, igualdade, liberdade de pensamento, educação, informação, saúde e a protecção contra todas as formas de discriminação.

Conforme a responsável, a aprovação da politica nacional sobre igualdade e equidade de gênero constitui um grande avanço, bem como a implementação do programa da mulher rural, não obstante haver muito trabalho a ser feito por se tratar de questões que envolvem a cultura e a consciência dos cidadãos.

No âmbito governamental, adiantou, a crise econômica que o assola o pais tem influenciado na implementação de políticas públicas, apontando como exemplo, na saúde materno infantil e a falta de de equipamentos e medicamentos nos postos de saúde, fundamentalmente nas zonas rurais.

Igualmente considera que os 16 dias de activismo contra a violência de gênero são uma campanha da iniciativa da Amnistia Internacional de combate à violência contra mulheres, tendo como propósito chamar atenção dos governos para mobilização de recursos e a tomada de medidas para que as mulheres usufruam os seus direitos, assim como denunciar as diferentes formas de violação de direitos humanos.

Para assinalar o 10 de Dezembro de 2017, consagrado ao 67º aniversário do Dia Internacional dos Direitos Humanos, associações da sociedade civil, designadamente OHI, MRB, AJS,ADRA, CRB organizam uma marcha, no município de Benguela, sob o lema ”Direitos Humanos em Angola, Prioridade Absoluta”. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »