Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Autoridade Marítima alerta para agravamento do estado do mar no Continente e deixa recomendações

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha alertam para as prováveis consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa oeste de Portugal continental.

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha alertam para as prováveis consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa oeste de Portugal continental a partir do final da tarde deste domingo.

O alerta é dirigido em particular a toda a comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, em especial a Norte do Cabo da Roca, bem como a toda a população que frequente as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral oeste do Continente.

“As atuais previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) referentes à provável ocorrência de forte agitação marítima dos quadrantes de Oeste, com altura significativa que podem chegar aos 7 metros nas áreas marítimas mais afastadas a oeste do Continente, terão especial incidência a Norte do Cabo da Roca a partir do final da tarde de hoje”, refere uma nota publicada na página da Internet da AMN.

Segundo a AMN, estas condições meteorológicas adversas vão estender-se a toda a costa oeste do Continente entre segunda e quarta-feira, sendo que a agitação marítima forte deverá começar a diminuir ao longo da madrugada de quarta-feira.

“Assim, à população em geral, recomenda-se que se abstenham da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima. Aos pescadores lúdicos de pesca à cana aconselha-se cautela, evitando pescar junto a zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas”, frisa a AMN.

À comunidade piscatória e à comunidade da náutica de recreio, que se encontrem em atividade no mar, a AMN aconselha “o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução”.

A AMN aconselha ainda a manter um estado de vigilância permanente e o acompanhamento da evolução da situação meteorológica e dos avisos à navegação e de previsão meteorológica radiodifundidos pela Marinha relativos à previsão meteorológica do IPMA, bem como outras informações das capitanias dos portos sobre as condições de acesso aos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

Os meios navais da Marinha e os meios marítimos da Autoridade Marítima Nacional, designadamente das Estações Salva-Vidas, encontram-se em permanente alerta e em prontidão para responder a pedidos de socorro no mar.

O IPMA colocou este domingo oito distritos do continente em aviso vermelho a partir do final do dia, por vento muito forte, com rajadas superiores a 130 quilómetros/hora nas terras altas, devido à chegada da tempestade Ana. (Observador)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »