Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

ACNUR saúda acordo no Sudão do Sul para relançar processo de paz

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) congratulou-se com o recente acordo concluído entre o Governo do Sudão do Sul e os grupos da oposição para relançar o processo de paz bloqueado e lançou um apelo para a inclusão dos refugiados na definição dos contornos do futuro do país.

O acordo foi rubricado a 21 de dezembro corrente entre as partes em conflito em Addis Abeba, na Etiópia, durante o Fórum de Alto Nível de Revitalização.

Ele tem por objetivo revitalizar o Acordo de Paz de 2015, pôr termo às hostilidades, facilitar o acesso à assistência humanitária, garantir a proteção dos civis e introduzir sanções contra os violadores do protocolo.

« Esta recente iniciativa é percebida como um símbolo de esperança para os Sul-sudaneses que sofreram da guerra desde 2013 », declarou no fim de semana o emissário especial do ACNUR para a Situação no Sudão do Sul, Arnauld Akodjenou.

Akodjenou declarou-se otimista que o Sudão vai chegar à paz e que as partes não vão aniquilar as esperanças de paz de vários milhões de pessoas que sofreram demasiadamente desta crise.

« Exortamos a um apoio sem reserva para que este acordo no papel faça calar as armas no Sudão do Sul », acrescentou.

O ACNUR indicou que considera, igualmente, muito encorajador saber que o acordo preserva os direitos dos refugiados do Sudão do Sul, e os dos deslocados internos no país com referências relativas ao caráter civil dos estabelecimentos de populações, e exortou as partes a prosseguir ativamente soluções a seu favor.

Os acordos deverão dar uma nova vida a este processo de paz difícil e vai renovar as aspirações à paz para os quatro milhões de pessoas que deixaram as suas casas no mais jovem Estado no mundo, incluindo os dois milhões de refugiados residentes nos seis países de acolhimento que viram várias iniciativas de paz fracassar. (Panapress)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »