Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Aberto inquérito à morte de anciã

A cidadã Emília Francisco, de 66 anos, morreu na manhã de sábado, defronte ao Hospital Geral do Bengo, em Caxito, depois de ter recebido alta horas antes, informou a filha da falecida, Belita Paulina.

Em declarações à imprensa, Belita Paulina explicou que a sua mãe residia na comuna do Úcua (cerca de 60 quilómetros de Caxito) foi picada no pé por uma centopeia, tendo se deslocado ao banco de urgência do Hospital Geral do Bengo, em Caxito, onde recebeu tratamento por volta das 20 horas de sexta-feira.

Belita Paulina referiu que apesar da sua mãe queixar-se de muitas dores recebeu alta do corpo clínico em serviço, mas devido à distância da sua residência na comuna do Úcua (cerca de 60 quilómetros de Caxito) não puderam regressar, tendo passado a noite no quintal do Hospital Geral do Bengo.

No entanto, a paciente acabou por falecer na manhã de sábado, às portas do Hospital Geral do Bengo, situação que gerou a indignação da população.

Amélia Felicidade, vendedora que testemunhou a morte da cidadã, manifestou a sua insatisfação pela ocorrência, tendo apelado os técnicos de saúde a estarem mais atentos no diagnóstico e tratamento dos pacientes para evitar mortes do género.

Por sua vez, o director do Gabinete Provincial de Saúde do Bengo, João de Necessidades, lamentou a situação, tendo frisado que a morte da paciente ocorreu fora da unidade sanitária.

O responsável admitiu haver negligência e uma interpretação errada por parte de equipa médica que deveria internar a paciente, mas acabou por dar alta.

O responsável anunciou que foi aberto um inquérito interno e suspensa toda equipa que funcionou durante as últimas 24 horas no Hospital Geral do Bengo, até o apuramento do assunto.

Afirmou que o Gabinete Provincial de Saúde do Bengo vai continuar a acompanhar e apoiar a família da vítima até momento do funeral.

O caso está já sob a alçada dos Serviços de Investigação Criminal. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »