Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Palace trava Manchester City e Ederson até acaba como herói

Guarda-redes defende penálti nos descontos e evita derrota

Que emoção no Selhurst Park, sul de Londres, onde o Crystal Palace recebeu o Manchester City e esteve muito, muito perto de vencer a equipa de Pep Guardiola. Um jogo cheio de drama, com lesões que parecem sérias e que acabou com Ederson como o derradeiro herói. A série de vitória dos citizens chegou ao fim e a invencibilidade na Premier League esteve por um fio.

Bernardo Silva foi titular na partida e o Manchester City viu-se privado de uma das estrelas da companhia bem cedo: Gabriel Jesus saiu em lágrimas, lesionado, e apesar de o ter feito pelo próprio pé, as indicações que deu ao deixar o relvado admitem algo sério.

Aguero entrou aos 23 minutos, já depois de o Palace ter perdido um central por lesão: Dann deu o lugar a Kelly.

Como seria expectável, o City controlou a posse de bola, o jogo e teve ascendente sobre os londrinos. Aguero não teve uma exibição inspirada, mas foi ele quem atirou ao poste, na primeira parte. Foi o momento em que os citizens estiveram mais perto do golo num primeiro tempo que fechou com o mesmo Aguero a desperdiçar um remate na área, servido por De Bruyne.

Quanto ao Palace, tentava sair pela velocidade de Zaha, com Benteke no meio e Townsend também a surgir no apoio atacante. Ao intervalo, o City sabia que tinha de aumentar ritmo e qualidade para chegar ao triunfo.

A formação de Guardiola foi mais efetiva e quando Sterling entrou e Bernardo Silva passou para o meio, o cerco à baliza de Hennessey foi mais efetivo. O guarda-redes do Palace teve mais trabalho, evitou o golo e quando o árbitro assinalou uma grande penalidade a favor do Palace, preparou-se um golpe de teatro.

Ederson defendeu o pontapé de Milivojevic e manteve a invencibilidade do ManCity no campeonato. O fim da série de vitórias seguidas não deve preocupar Guardiola e, pelos eventos finais da partida, o resultado também não, alicerçado na diferença de 14 pontos para o Chelsea, que é segundo.

Mais preocupante, sim, é o facto de Gabriel Jesus se ter lesionado e de Kevin De Bruyne ter deixado o campo de maca, num lance com Puncheon e que pelas imagens vindas de Londres não auguram nada de bom para o belga. (Mais Futebol)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »