- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África Ex-Presidente egípcio condenado a três anos de prisão

Ex-Presidente egípcio condenado a três anos de prisão

Mohammed Morsi é acusado de insultar o Judiciário durante um discurso televisivo. Outras 24 pessoas também foram condenadas no mesmo caso, este sábado (30.12).

A Justiça do Egipto condenou o ex-Presidente do país, Mohammed Morsi, a três anos de prisão, este sábado (30.12). No mesmo caso, o Tribunal Penal do Cairo, que emitiu a sentença, condenou ainda 18 co-arguidos a três anos de prisão cada um.

Cinco outros acusados, incluindo o militante pró-democracia Alaa Abdel-Fatah, receberam como pena o pagamento de uma multa. Adbel-Fattah encontra-se a cumprir já uma sentença de cinco anos por participar num protesto ilegal em 2013.

Também o analista político Amr Hamzawy, que vive no exílio, foi condenado a pagar multa.

Mohammed Morsi é acusado de insultar o Judiciário durante um discurso público proferido há mais de quatro anos, “com o objectivo de espalhar o ódio”, de acordo com a televisão estatal.

Em 2013, quando ainda estava no cargo, Morsi acusou um juiz de fraude em eleições anteriores durante o referido discurso televisivo. Além da pena de prisão, a Justiça também decretou que Morsi pague um milhão de libras egípcias (56,270 dólares) ao juiz difamado.

Além do ex-Presidente, os acusados incluem islamitas, activistas, advogados e jornalistas, que foram condenados por difamar o poder judicial do país em diferentes comentários nos meios de comunicação social. Todas as decisões são passíveis de apelação.

Outras sentenças de Morsi

Morsi, o primeiro Presidente democraticamente eleito do Egipto, foi derrubado pelo Exército em meados de 2013, após protestos em massa contra seu Governo.

Desde que foi deposto, o antigo chefe de Estado já enfrentou julgamentos por uma série de acusações, incluindo de espionagem e de conspirar com grupos estrangeiros.

Mohammed Morsi está a cumprir pena de 20 anos de prisão, em um outro caso – relacionado a incitar ataques mortais contra manifestantes anti-islâmicos em 2012.

Em Setembro, o principal tribunal de apelação do Egipto confirmou ainda uma outra pena de 25 anos de prisão para o ex-Presidente do Egipto, sob acusação de prejudicar a segurança nacional ao vazar documentos secretos do Estado para o seu aliado, nomeadamente o Qatar, enquanto ainda estava na presidência. (DW)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.