- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Marcelo promulga quatro diplomas horas depois de cirurgia

Marcelo promulga quatro diplomas horas depois de cirurgia

O Presidente da República foi operado ontem, ao início da tarde, a uma hérnia umbilical

Marcelo Rebelo de Sousa foi operado esta quinta-feira a uma hérnia umbilical e está internado no hospital Curry Cabral, em Lisboa. Mas isso não o impediu de promulgar quatro diplomas, ainda durante o dia de ontem, horas depois de ter saído do bloco operatório.

De acordo com o site da Presidência da República, “o Presidente da República promulgou ontem à noite os seguintes diplomas do Governo”, e passa a enumerar quais foram:

– Reclassifica como Monumento Nacional o conjunto denominado “Palace Hotel do Buçaco e mata envolvente, incluindo as capelas e ermidas, Cruz Alta e tudo o que nela se contém de interesse histórico e artístico, em conjunto com o Convento de Santa Cruz do Buçaco”, no Buçaco, freguesia do Luso, concelho da Mealhada, distrito de Aveiro.

– Classifica como Monumento Nacional a Paisagem Cultural do Sistelo, no concelho de Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo.

– Aprova o Acordo entre a República Portuguesa e a República Francesa sobre a Assistência e a Cooperação no Domínio da Proteção Civil, assinado a 27 de abril de 2015 em Lisboa.

– Na sequência das dúvidas suscitadas aquando da promulgação do Decreto-Lei que o presente diploma vem regulamentar e da sua alteração por ratificação parlamentar, também este decreto levanta dúvidas quanto à paridade de tratamento. No entanto, para que se não gere uma situação mais complexa do que a vigente, o Presidente da República promulgou o diploma que regulamenta o Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei n.º 57/2017, de 19 de julho, que aprova um regime de contratação de doutorados destinado a estimular o emprego científico e tecnológico em todas as áreas do conhecimento.

Em conferência de imprensa no hospital Curry Cabral, o cirurgião Eduardo Barroso, que operou Marcelo Rebelo de Sousa, explicou que o chefe de Estado ficará internado dois após a “cirurgia simples” a que foi submetido.

Segundo Barroso, a intervenção estava prevista para o dia 4 de janeiro e deveria ter sido feita em ambulatório, mas o médico da presidência, Daniel Matos, avaliou esta manhã o presidente e considerou que a hérnia precisava de tratamento urgente “porque encarcerou”, explicou Eduardo Barroso. A cirurgia correu bem, garantiu o cirurgião, explicando que foi necessária uma pequena recessão do intestino dado o encarceramento da hérnia umbilical.

O presidente foi operado pelas 14h00 e a intervenção levou cerca de hora e meia. Eduardo Barroso referiu ainda que um doente nesta situação – e Marcelo é um “doente igual aos outros”, sublinhou – deverá ficar internado 48 horas. “Se ele quiser ir para casa mais cedo, se calhar vou vê-lo a casa”, admitiu. Questionado pelos jornalistas se Marcelo estará em condições físicas e clínicas de dirigir aos portugueses uma mensagem de Ano Novo, o médico respondeu sem hesitar: “com certeza”.

O médico da Presidência, Daniel Matos, acrescentou que não há nenhum impedimento para que Marcelo Rebelo de Sousa possa fazer a vida normal “a curto prazo”. (Diário de Notícias)

- Publicidade -
- Publicidade -

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...
- Publicidade -

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Notícias relacionadas

“Não há garantia de que uma única vacina em desenvolvimento funcione”

O director-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) fez há instantes uma conferência de imprensa onde sublinhou a importância da instituição no combate a...

As chaves para um Sahel pacífico

O Dia Mundial da Paz deve ser um dia que inspira esperança aos sahelianos, e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) está...

Desvendada a causa da misteriosa morte de 300 elefantes no Botswana

Uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botswana em meados deste ano, anunciou hoje o Governo. Acausa da...

Guiné Equatorial exige reformas na ONU e critica primazia do poder

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, pediu hoje a renovação e modernização do sistema da Organização das Nações Unidas (ONU), tecendo...

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.