InicioMundo LusófonoBrasilBope apreende duas toneladas de maconha em 2017; 1,3 mil pessoas foram...

Bope apreende duas toneladas de maconha em 2017; 1,3 mil pessoas foram presas

A corporação ainda registrou a apreensão de 78,3 kg de cocaína e 8,8 kg de crack

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) prendeu 1.325 pessoas em 2017 no Paraná. Em balanço final divulgado à imprensa, a corporação ainda registrou a apreensão de 78,3 quilos de cocaína, 8,8 quilos de crack e mais de duas toneladas de maconha.

Além disso, o Bope ainda apreendeu 4.578 unidades de ecstasy e 4.306 de LSD. “Nós trabalhamos muito em diversas situações diferentes, de rebeliões, sequestros a casos de ameaça de bombas. Tivemos também a atuação da Rone [Rondas Ostensivas de Natureza Especial], que nos ajudou a chegar nesses números expressivos”, comentou o coronel Hudson Teixeira, do Bope, em entrevista à Banda B.

Ele explicou que os mais de 2.173 quilos de maconha tirados de circulação são resultado de várias abordagens ao longo do ano, assim como o número de armas – 287 – que também é grande, de acordo com o Bope. “A maioria dessas armas foram apreendidas e as pessoas presas antes que o crime pudesse ser cometido”, completou o coronel.

O Bope ainda recuperou 394 veículos roubados ou furtados, o que ultrapassa a estatística de um por dia, e cumpriu 192 mandados de prisão. Não há a relação do número exato de confrontos em que o Bope se envolveu, mas o coronel afirmou que esses casos aconteceram devido à reação por parte dos suspeitos. “Os policiais não saem com o intuito de machucar ou matar alguém. O nosso objetivo é voltar vivo para casa e defender a sociedade. A ação do marginal terá reação por parte da PM e, devido ao armamento que usamos, com muita frequência ela acaba sendo letal”, finalizou. (Band B)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.