- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Brasil São Paulo encerra mais dez parques naturais para evitar febre amarela

São Paulo encerra mais dez parques naturais para evitar febre amarela

Mais dez parques naturais de São Paulo foram hoje encerrados, como medida preventiva para evitar um surto de febre amarela, depois de testes laboratoriais mostrarem que alguns macacos morreram devido a esta doença, anunciaram as autoridades.

Segundo informou hoje em comunicado a secretaria do Ambiente da cidade brasileira, dez dos principais parques naturais nas zonas sul e oeste de São Paulo vão ficar encerrados por tempo indeterminado.

A decisão surgiu depois de testes laboratoriais mostrarem que a febre amarela matou dez macacos nas últimas semanas em reservas naturais em Itapecerica da Serra, uma região próxima dos parques onde as visitas foram suspensas.

A cidade de São Paulo já tinha encerrado 13 parques naturais em outubro, quando lançou uma campanha de vacinação contra a febre amarela, para a qual convocou uma grande parte da população.

Os parques fechados em outubro estão localizados no norte e leste de São Paulo.

Embora nos últimos meses não tenha havido nenhum caso de febre amarela em São Paulo, as autoridades temem o surgimento de um novo surto da doença.

Os macacos não transmitem a febre amarela aos seres humanos, mas são portadores do vírus e podem infetar as duas espécies de mosquitos capazes de transmitir a doença.

O ministério da Saúde do Brasil declarou em agosto o fim da emergência sanitária provocada pelo surto de febre amarela que afetou toda a região sudeste do país e causou, entre dezembro de 2016 e agosto de 2017, 261 mortos e outros 777 casos comprovados de contágio. (Notícias ao Minuto)

- Publicidade -
- Publicidade -

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...
- Publicidade -

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Notícias relacionadas

Inapem e BODIVA juntam-se para ajudar empresas a obter financiamentos

A Bolsa de Divida e Valores de Angola (Bodiva) e o Instituto de Nacional de Pequenas e Medias Empresas (Inapem) celebraram um protocolo que...

Covid-19: Angolanos na África do Sul lançam “grito” de socorro

Centenas de cidadãos angolanos retidos na África do Sul por força da pandemia do coronavírus voltaram a lançar, nesta quinta-feira, um pedido para o...

Moçambique e África Sul reabrem fronteiras

O presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique, Agostinho Vuma, acredita que a reabertura das fronteiras entre Moçambique e África do Sul, prevista...

Criada Biblioteca Escolar na Orquestra Camunga

A iniciativa “Um Livro Uma criança Muitas Leituras” criou, na sexta feira, a Biblioteca Escolar da Orquestra Sinfónica Camunga, na Samba, Luanda, com a...

Migrantes ilegais fogem de quartel em Tavira

Um grupo de 17 migrantes ilegais fugiu, durante a madrugada desta quinta-feira, do quartel do exército, em Tavira. Oito já foram capturados pelas autoridades, sendo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.