- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África População convidada à marcha pacífica na RD Congo

População convidada à marcha pacífica na RD Congo

O Comité Laico de Coordenação (CLC) insistiu no caráter pacífico da marcha popular que convocou para 31 de dezembro de 2017, na RD Congo.

“A população deve manifestar-se pacificamente nas ruas, bairros e paróquias para reivindicar a liberdade, a nossa dignidade e a prosperidade a que temos todos direito”, indicou o CLC, num
comunicado transmitido quarta-feira à PANA, em Kinshasa.

Na nota de advertência assinada conjuntamente pelos professores Thierry Nlandu Mayamba e Isidore Ndaywel E. Nziem, o CLC convida igualmente a população a “não aceitar nenhuma forma de violência”.

“Nada de pneus queimados, nada de barricadas, nada de declarações violentas, nem injuriosas, nada de apedrejamentos, nem outros projéteis, nada de atos de vandalismo (…)”, sublinhou, antes de convidar os cristãos a marchar rezando e entoando cânticos e outros exibindo ramos da paz.

O CLP apela à Polícia Nacional Congolesa (PNC) e a outros agentes dos serviços de segurança para não considerar a população como seus inimigos e vice-versa, mas para protegê-la e enquadrá-la durante o seu percurso.

A 2 de dezembro de 2017, o CLC exortou num comunicado a população a marchar, a 31 de dezembro de 2017, para reclamar pelo respeito do acordo de São Silvestre.

Trata-se de cumprir condições prévias para eleições realmente credíveis, nomeadamente a libertação incondicional dos prisioneiros políticos, o fim do exílio dos opositores ameaçados de detenção no seu regresso ao país, a liberalização dos espaços mediáticos e o fim do exílio dos partidos políticos.

Fazem ainda parte das condições prévias a reestruturação da CENI (Comissão Eleitoral Nacional Independente) para restabelecer a confiança entre o eleitorado e a instituição organizadora das eleições, a confirmação da vontade do chefe de Estado de não disputar um terceiro mandato como o exige a Constituição para tranquilizar a opinião. (Panapress)

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.