Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Comércio entre Angola e a Namíbia em alta

As exportações para a Namíbia realizadas pela fronteira do Cunene aumentaram 33,4 por cento no primeiro semestre, face a igual período do ano passado, e as importações 3,06, de acordo com dados do delegado do Comércio Externo naquela província.

Belarmino Tumbuleni disse que as exportações se situaram, no primeiro semestre, em 230.804 dólares (34,4 milhões de kwanzas), mais 77.180 dólares (cerca de 13 milhões de kwanzas) que os 153,6 mil dólares (26,1 milhões de kwanzas) dos primeiros seis meses de 2016.

Madeira, peixe congelado, massango, massambala e água mineral foram os produtos mais exportados por Angola pela fronteira do Cunene, o que coincide com os estímulos às exportações concedidos pelo Governo angolano para elevar a captação de recursos cambiais. As importações atingiram, naquele período, 72,6 milhões de dólares (12,1 mil milhões de kwanzas), mais 134.342 dólares (22,4 milhões de kwanzas) ou 3,06 por cento que no primeiro semestre de 2016.

Entre os bens e equipamentos que entraram pelo posto fronteiriço de Santa-Clara, em ligação com o corredor de Walvis Bay, destacam-se veículos, mobiliário, máquinas, alimentos e bebidas, material de construção e electrodomésticos, sublinhou. O delegado do Comércio Externo no Cunene apontou aquisições angolanas da África do Sul, Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Japão entre as importações que entram em Angola pela fronteira do Cunene. A fronteira entre Angola e a Namíbia, de acordo com Belarmino Tumbuleni, tem-se mostrado atractiva para os comerciantes dos dois países, dadas as oportunidades que surgem para impulsionar as economias dos dois países.

Mais de 615 mil pessoas cruzaram, no primeiro semestre, a fronteira nos dois sentidos, 370 mil angolanos e 244 mil namibianos, afirma o Serviço de Migração e Estrangeiros citado pela Angop. (Jornal de Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »