- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política GPL e Ministérios de Energia e Administração do Território reforçam parceria

GPL e Ministérios de Energia e Administração do Território reforçam parceria

O Governo Provincial de Luanda (GPL) e os Ministérios de Energia e Água, Administração do Território e Reforma do Estado decidiram implementar um modelo de parceria que visa melhorar a prestação de serviços dos três sectores.

Para o efeito foi criada uma comissão multissectorial que integram técnicos e responsáveis da Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), Empresa Pública de Água de Luanda (EPAL) e das administrações municipais e distritais.

A parceria tem como objectivo a resolução dos problemas de abastecimento de electricidade e água a nível local.

A decisão foi tomada hoje, terça-feira, durante um encontro entre o governador de Luanda, Adriano Mendes de Carvalho, ministro de Energia e Água, João Batista Borges e a secretaria de estado da Administração do Território, Laurinda Cardoso, realizada na sede do GPL.

Em declarações à imprensa, o ministro da energia e água, João Batista Borges, reconheceu que a prestação de serviço da EPAL e ENDE suscita reclamações por parte dos beneficiários e responsáveis do poder local, por isso existe um diálogo permanente com Governo da província para encontrar as melhores vias de resolver estas exigências.

Segundo o ministro, a alteração orgânica introduzida nas duas empresas públicas (ENDE e EPAL), no fundo tem como o principal objectivo redinamizar as suas actividades. “Necessitamos prestar um melhor serviço e uma prestação de melhor qualidade depende também dos resultados financeiros e económicos destas empresas”.

Por sua vez, o governador de Luanda, Adriano de Carvalho, acredita que com esta dinâmica os constrangimentos no fornecimento de electricidade e de água potável serão reduzidos.

Participaram no encontro vice-governadores, directores, administradores municipais e distritais.

Com mais de seis milhões de habitantes fazem parte da capital do país os municípios de Luanda, Belas, Talatona, Kilamba-Kiaxi, Cazenga, Cacuaco, Viana, Icolo e Bengo e Quiçama. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.