Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Chefe militar da operação anti-Mugabe nomeado vice-presidente ZANU-PF

O antigo chefe das forças armadas zimbabueano que liderou a operação militar que pôs fim a 37 anos de Rober Mugabe no poder foi nomeado vice-presidente do partido no poder, anunciou hoje a Presidência.

O general na reforma Constantino Chiwenga foi nomeado “com efeito imediato” para braço direito do novo Presidente do país, Emmerson Mnangagwa, na direção do ZANU-PF, declarou em comunicado o secretário de imprensa presidencial George Charamba.

O ex-ministro da Segurança Interna de Mugabe, Kembo Mohadi, também foi nomeado vice-presidente do partido.

Defensores do regime desde a independência do país em 1980, os militares intervieram na noite de 14 para 15 de novembro nas ruas de Harare para denunciar a demissão por parte de Mugabe do vice-presidente Emmerson Mnangagwa.

Colocado sob prisão domiciliária, o ex-presidente de 93 anos renunciou uma semana depois.

O afastamento de Mnangagwa desencadeou um conjunto de reações em cadeia, culminando com a intervenção do exército que tomou o controlo do poder e impediu Mugabe, de 93 anos, de continuar a manobrar politicamente para que a mulher, Grace, o substituísse na presidência do país.

Grace Mugabe foi também expulsa, “para sempre”, da União Nacional Africana do Zimbabué — Frente Patriótica (ZANU-PF, no poder), juntamente com dois dos ministros mais próximos de Robert Mugabe, os da Educação Superior, Jonathan Moyo, e o das Finanças, Ignatius Chombo.

Mnangagwa foi nomeado Presidente interino até as eleições programadas para meados de 2018, tendo já nomeando vários generais para o Governo e funcionários da Zanu-PF.

O candidato presidencial de Zanu-PF, Mnangagwa, prometeu eleições “livres e justas”, embora os seus críticos duvidem disso, lembrando que ele foi um dos executores da repressão ordenada durante a era de Mugabe. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »