Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Huíla: Governo aposta no desenvolvimento equilibrado

O desenvolvimento territorial da província deve ser equilibrado, de maneira a obedecer a valorização do capital humano e os recursos disponíveis para o quinquénio 2017-2022, defendeu hoje, sexta-feira, na cidade do Lubango, o governador da Huíla, João Marcelino Tyipinge.

Ao falar na cerimónia de cumprimentos de fim-de-ano, o governante afirmou que equilíbrio passa igualmente pelo respeito do potencial de cada zona, para o reforço da economia e desenvolvimento da província, criando uma Huíla dinâmica e competitiva, que seja factor de união do mercado regional, através da estruturação em pólos de desenvolvimento.

“Pretendemos um modelo de desenvolvimento territorial que coloque em evidência o posicionamento geoestratégico da província, apostando na criação de uma plataforma logística suportada por um terminal ferroviário e rodoviário de ligação entre as províncias do Namibe, Cunene, Benguela, Huambo e Cuando Cubango”, disse.

Declarou que a referida plataforma, em consideração com as condições existentes para o arranque de um processo de desenvolvimento expansivo, deve produzir para o mercado local e nacional, valorizando o potencial de desenvolvimento urbano, das condições para ampliar uma robusta e sustentável agricultura familiar e empresarial, assim como o crescimento da indústria.

Salientou que entre as opções estratégicas para o quinquénio 2017-2022, está a adopção integral de uma província produtora de excedentes agrícolas como cereais, leguminosas, horto-frutícolas e pecuárias, valorizando o sistema de rega e a agricultura tradicional.

O reactivamento do complexo mineiro da Jamba e Tchamutete, promovendo as rochas orçamentais, bem como desenvolver uma base industrial de transformações de produtos agropecuários e de abastecimento dos mercados da região sul, em particular equipamentos e utensílios agrícolas, com base em três pólos industriais a desenvolver nos municípios do Lubango, Matala e Jamba, articulados com uma rede de zonas industriais de nível municipal, são outras tácticas apontadas pelo responsável.

Para a sua concretização, Marcelino Tyipinge realçou que o governo local elegeu projectos estruturantes como os investimentos prioritários nas áreas dos transportes e logística, energia e águas, alimentação e agro-indústria e ainda o turismo.

“Obras de construção e reabilitação de estradas secundárias e terciárias como o projecto de reabilitação da estrada Quipungo-Chicomba-Caconda, maior zona de produção de cereais da província e projectos ao longo da cadeia de valor agro-alimentar como a reabilitação de barragens/represas hidroagrícolas e canais de irrigação”, detalhou.

Participaram na cerimónia, deputados da Assembleia Nacional no ciclo provincial da Huíla, representantes da Magistratura Judicial e do Ministério público, dos órgãos de Defesa, Segurança e Ordem Interna da província, da Sociedade Civil e membros do Governo local. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »