- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo África União Europeia oferece ajuda humanitária adicional para refugiados burundeses na Tanzânia

União Europeia oferece ajuda humanitária adicional para refugiados burundeses na Tanzânia

A União Europeia (UE) decidiu conceder uma ajuda humanitária adicional de dois milhões de euros para refugiados burundeses na Tanzânia, soube-se quarta-feira de fontes oficiais.

Esta ajuda destina-se à compra de alimentos para os refugiados burundeses que vivem atualmente em campos na Tanzânia e “cujas necessidades humanitárias estão crescentes e urgentes”.

Na ocasião, o comissário europeu para a resposta às crises, Christos Styllianides, declarou que estes créditos, que serão geridos por organizações não governamentais humanitárias que operam no país, permitirão adquirir alimentos e assistência diversa para os refugiados burundeses, incluindo abastecimento em água potável e proteção das populações vulneráveis.

Além disso, através dos seus programas de ajuda ao desenvolvimento com o Burundi, a União Europeia financiará projetos destinados a prestar ajuda diretamente aos burundeses necessitados que ficaram no país. (Panapress)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.