- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Ciências e Tecnologia Satélite angolano em órbita na próxima terça-feira

Satélite angolano em órbita na próxima terça-feira

A entrada em órbita do Angosat1 está prevista para dia 26 deste mês, pelas 19 horas, depois de concluída a fase de integração do satélite angolano ao módulo lançador. O lançamento será feito por meio do foguete transportador ucraniano Zenit, a partir do cosmódromo Baikonur, no Cazaquistão.

A informação foi avançada hoje à imprensa, em Luanda, pelo ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, nas vestes de coordenador geral do Programa Espacial Nacional.

O Angosat, construído na Rússia, com mil 55 quilogramas e 262.4 quilogramas de carga útil, ficará na posição orbital 14.5 E e terá uma potência de três mil 753 W, na banda CKu, com 16C+6Ku repetidores. Terá 15 anos de “vida útil”.

Como satélite geoestacionário artificial, o Angosat estará localizado a 36 mil quilómetros a nível do mar. Sua velocidade coincidirá com o da rotação da terra e conseguirá cobrir um terço do globo terrestre.

O centro de controlo e missão de satélites do Angosat1 encontra-se na comuna da Funda, norte da província de Luanda. O satélite angolano vai possuir um centro primário de controlo e missão em Angola e outro secundário na Rússia, em Korolev. Este é um dos sete projectos do Programa Espacial nacional.

A 13 de Novembro de 2017, o vice-primeiro-ministro da Federação Russa, Yuri Trutnev garantiu que o satélite AngoSat-1, construído pela Corporação Energética de Míssil e Espaço da Rússia, para o Governo angolano, está programado para ser lançado neste mês.

Em 2009 firmou-se o contrato entre Angola e a Rússia, representados pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação da República de Angola e FSUE “Rosoboronexport”, respectivamente, para a construção, lançamento e operação do satélite ANGOSAT-1.

O ANGOSAT é a denominação do primeiro satélite angolano geoestacionário que fornecerá oportunidades de expansão dos serviços de comunicação via satélite, acesso à internet, rádio, e transmissão televisiva. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -

FinCEN Files: Investigação revela como bancos facilitaram transferências de biliões para criminosos

Fuga de informação de mais de dois mil relatórios enviados por bancos ao Governo dos EUA apontam para transferências bancárias de 1,7 biliões de...
- Publicidade -

SIC confirma retirada de canais em Angola

Os canais da SIC vão deixar de ser emitidos pela DStv em Angola a 15 de outubro de 2020, anunciou a plataforma, em mensagem...

Grandes bancos continuam a facilitar branqueamento de capitais, diz investigação do ICIJ

Uma análise a documentos confidenciais produzidos por vários bancos nos Estados Unidos e enviados à agência federal FinCEN mostram como grandes bancos facilitaram o...

Justiça manda encerrar todos os templos da IURD em Angola

IURD em Angola declarou-se, domingo. "surpresa" com a ordem de encerramento de quatro dos seus templos durante o culto. A justiça angolana ordenou o encerramento...

Notícias relacionadas

FinCEN Files: Investigação revela como bancos facilitaram transferências de biliões para criminosos

Fuga de informação de mais de dois mil relatórios enviados por bancos ao Governo dos EUA apontam para transferências bancárias de 1,7 biliões de...

SIC confirma retirada de canais em Angola

Os canais da SIC vão deixar de ser emitidos pela DStv em Angola a 15 de outubro de 2020, anunciou a plataforma, em mensagem...

Grandes bancos continuam a facilitar branqueamento de capitais, diz investigação do ICIJ

Uma análise a documentos confidenciais produzidos por vários bancos nos Estados Unidos e enviados à agência federal FinCEN mostram como grandes bancos facilitaram o...

Justiça manda encerrar todos os templos da IURD em Angola

IURD em Angola declarou-se, domingo. "surpresa" com a ordem de encerramento de quatro dos seus templos durante o culto. A justiça angolana ordenou o encerramento...

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.