- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Cultura Literatura Cardeal Nascimento lança "O meu Diário"

Cardeal Nascimento lança “O meu Diário”

“O meu Diário” é o título do livro de memórias do Cardeal Alexandre do Nascimento lançado ontem, na Universidade Católica de Angola, em Luanda, na presença de entidades eclesiásticas, entre os quais o Núncio Apostólico de Angola e São Tomé, Dom Peter Rajic, membros do Executivo, magistrados judiciais, familiares, estudantes e amigos do autor.

A obra, editada pela Ideasing Filomena Soares, contém 749 páginas, prefácio do anterior Núncio Apostólico em Angola e São Tomé, Dom Novatus Rogambwa, e uma tiragem de mil exemplares.

Durante a cerimónia de apresentação, o bispo auxiliar de Luanda, Dom Zeferino Martins, referiu que o livro narra a vida sacerdotal de Dom Alexandre do Nascimento e está repartida em três períodos. O primeiro vai de 1947 a 1961, o segundo de 1962 a 1975 e o último de 1976 a 2003.

Dom Zeferino Martins destacou a personalidade do autor de “O meu Diário”, tendo enaltecido a sua qualidade de homem a partir do que lhe é característico e definível: “a alma e os seus estados de espíritos, emoções e relações”.

Dom Zeferino sustentou que no convívio com o Cardeal Alexandre do Nascimento é fácil encontrar um homem que nutriu a sua vida intelectual, cultural, social e o seu percurso eclesiástico com notáveis mestres e responsáveis académicos e políticos da esfera nacional e mundial.

Visivelmente emocionado, o Cardeal lembrou a experiência de exílio forçado na época colonial e sublinhou que vale a pena ser angolano.

Presente na cerimónia, o secretário de Estado da Comunicação Social lembrou que teve o privilégio de conhecer o Cardeal em 1977. Desta época Celso Malavoloneke mencionou experiências e factos vividos na sequência dos acontecimentos do 27 de Maio deste ano, e anos depois o rapto aquando da sua deslocação a uma Missão Católica na província do Cunene, então sob ocupação sul-africana. “Tenho esta relação muito especial de filho, que mantemos até hoje e orgulho-me de ver a sua satisfação e saber que os meus êxitos lhe dizem muito”, ressaltou. (Jornal de Angola)

- Publicidade -
- Publicidade -

Bonga: “Os prémios todos que tenho no estrangeiro, não os tenho em Portugal”

Bonga Kuenda é o semba e a vivência clandestina. Foi nos 'musseques', bairros típicos de Angola que José Adelino Barceló de Carvalho viveu e cresceu,...
- Publicidade -

Governo aceita criar um apoio para que ninguém fique com rendimentos abaixo do limiar da pobreza

Seguem as negociações do Orçamento do Estado para 2021, com várias reuniões marcadas para esta semana com os partidos de esquerda. Esta semana deverão...

Deputado denuncia inércia da Procuradoria do Namibe frente a casos de peculato

O deputado independente Sampaio Mucanda denunciou que vários gestores públicos na província angolana do Namibe envolvidos em casos de peculato não são investigados e...

Banca portuguesa ensombrada com novos despedimentos

A Agência de 'rating' Fitch, no final de Julho, considerava que, face à nova ameaça para o sector bancário português que representa a crise...

Notícias relacionadas

Bonga: “Os prémios todos que tenho no estrangeiro, não os tenho em Portugal”

Bonga Kuenda é o semba e a vivência clandestina. Foi nos 'musseques', bairros típicos de Angola que José Adelino Barceló de Carvalho viveu e cresceu,...

Governo aceita criar um apoio para que ninguém fique com rendimentos abaixo do limiar da pobreza

Seguem as negociações do Orçamento do Estado para 2021, com várias reuniões marcadas para esta semana com os partidos de esquerda. Esta semana deverão...

Deputado denuncia inércia da Procuradoria do Namibe frente a casos de peculato

O deputado independente Sampaio Mucanda denunciou que vários gestores públicos na província angolana do Namibe envolvidos em casos de peculato não são investigados e...

Banca portuguesa ensombrada com novos despedimentos

A Agência de 'rating' Fitch, no final de Julho, considerava que, face à nova ameaça para o sector bancário português que representa a crise...

Mãe é acusada de matar filha ao desligar dispositivo de oxigénio

Elise C. Nelson, de Paynesville, nos EUA, foi acusada de homicídio depois de, supostamente, ter desligado o alarme do dispositivo de monitoramento de oxigénio...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.