- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Países árabes levam projecto de resolução sobre Jerusalém à ONU

Países árabes levam projecto de resolução sobre Jerusalém à ONU

Os países árabes vão levar o projeto de resolução sobre Jerusalém, vetado pelos Estados Unidos no Conselho de Segurança, à Assembleia Geral das Nações Unidas, afirmou hoje o secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Abulgueit.

O objetivo é que a Assembleia Geral aprove a resolução, que pede aos Estados Unidos para voltar atrás no reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel, como uma mensagem de “união pela paz”.

Em declarações aos jornalistas, Abulgueit expressou a sua “extrema indignação” com o veto dos Estados Unidos face a 14 votos favoráveis (o Conselho de Segurança conta com 15 membros), o que considerou um “desafio flagrante” perante “um caso raro de consenso” internacional.

O presidente norte-americano, Donald Trump, reconheceu no passado dia 6 Jerusalém como capital israelita, rompendo décadas de consenso internacional de acordo com o qual o estatuto final de Jerusalém deve ser acordado em negociações de paz entre israelitas e palestinianos.

A decisão de Trump causou agitação em todo o mundo e manifestações nos territórios palestinianos e em vários países árabes e muçulmanos. Os palestinianos aspiram a fazer de Jerusalém Oriental a capital do seu futuro Estado.

No passado dia 13, os países da Organização para a Cooperação Islâmica acordaram, numa cimeira em Istambul, reconhecer Jerusalém Oriental como a capital de um futuro Estado palestiniano e convidaram o resto do mundo a fazer o mesmo.

Israel ocupa Jerusalém Oriental desde 1967 e, em 1980, anexou e proclamou a cidade como sua capital indivisa. A comunidade internacional nunca reconheceu Jerusalém como capital de Israel, nem a anexação da parte oriental da cidade. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -

Joelma diz que teve pulmão, visão e mente afectadas pela Covid-19

Joelma, 46, contou que segue com sequelas geradas pela Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A cantora revelou em Agosto que tinha sido diagnosticada com...
- Publicidade -

Covid-19: Países europeus dão um passo atrás e voltam a impor restrições

O número de novas infecções por covid-19 voltou a disparar em quase todos os países, alguns com novos recordes, como a França ou o...

PGR pede ao STF abertura de inquérito contra ministro da Educação por homofobia

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, pediu a abertura de um inquérito contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro, por homofobia, após...

Psicólogos prestam apoio terapêutico gratuito às famílias

O núcleo da Ordem dos Psicólogos do Cuanza Norte anunciou, este sábado, apoio terapêutico gratuito às famílias, como medida de contenção da tendência de...

Notícias relacionadas

Joelma diz que teve pulmão, visão e mente afectadas pela Covid-19

Joelma, 46, contou que segue com sequelas geradas pela Covid-19, doença causada pelo coronavírus. A cantora revelou em Agosto que tinha sido diagnosticada com...

Covid-19: Países europeus dão um passo atrás e voltam a impor restrições

O número de novas infecções por covid-19 voltou a disparar em quase todos os países, alguns com novos recordes, como a França ou o...

PGR pede ao STF abertura de inquérito contra ministro da Educação por homofobia

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, pediu a abertura de um inquérito contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro, por homofobia, após...

Psicólogos prestam apoio terapêutico gratuito às famílias

O núcleo da Ordem dos Psicólogos do Cuanza Norte anunciou, este sábado, apoio terapêutico gratuito às famílias, como medida de contenção da tendência de...

Moçambique repele novo ataque em Cabo Delgado

Enquanto Moçambique pede apoio à União Europeia para combater o terrorismo em Cabo Delgado, as forças de defesa e segurança repeliram nas últimas horas...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.